Procurava um marido e encontrei um cachorro - Karen Templeton

"O mundo de Ginger Petrocelli cai ao ser abandonada no altar pelo noivo, Greg Munson, um novo-rico, filho de família republicana.
Agora, ela não só tem de se acostumar a ser solteira novamente, como terá de pagar todas as dívidas que contraiu para financiar o casamento, e também conviver com sua mãe, uma professora universitária hippie, politicamente correta e ativista.
Como se isso não bastasse, Greg é dado como desaparecido. E, para a grande surpresa de Ginger, Nick Wojowodski, charmoso detetive do Departamento de Polícia de Nova York e ex-namorado que não via fazia dez anos, é designado para o caso.
Logo, se descobre que Greg não estava tão desaparecido assim. E quando Ginger imagina que pode retomar a rotina de trabalho, seu chefe aparece morto. Mais uma vez, Nick entra em cena para investigar o crime.
O que ainda falta acontecer para tornar a vida de Ginger mais complicada?
Aparentemente, só lhe faltava, mesmo, encontrar um cachorro.
Tendo como cenário o glamour de Manhattan e seus habitantes, Procurava um marido e encontrei um cachorro é uma história hilariante sobre os encontros e desencontros na vida de uma mulher solteira narrados com muito bom humor e fina ironia." abas do livro




Comecemos pela capa, o livro fala que o cão é um Basset (até o chama de salsicha em certo momento), então porque colocaram um Sharpei na capa??

O livro oscila entre momentos hilariantes, outros picantes (foram bastante interessantes) e alguns simplesmente entediantes... não entendi bem como isso ocorreu, mas em alguns momentos a leitura deslanchava, enquanto em outros parece que a autora perdia o fio da meada e ficava só enchendo linguiça...

É um livro para se ler num domingo, sem nenhum compromisso ou grandes expectativas... apesar de ser bem previsível eu gostei, estava sem nada para fazer e li em um dia, mas acho que existem outros livros muito melhores que seguem o mesmo gênero...
O final foi meio decepcionante, aconteceu exatamente o que tinha que acontecer, mas foi muito parado, parecia que todo o humor já tinha sido usado durante o livro e que não sobrou mais nada para o final...
Bem, é melhor eu parar por aqui, antes que desanime quem ainda pretende lê-lo... acho que com o tempo e as diversas leituras a gente fica mais exigente...
Vá lá... é legal, mas poderia ser melhor...

9 comentários:

Deixe seu comentário