Sushi - Marian Keyes

"Sushi é um livro sobre a busca da felicidade. E ensina que, quando você deixa as coisas ferverem sob a superfície por tempo demais, cedo ou tarde elas acabam transbordando. Perspicaz, engraçado e humano, este romance de Marian Keyes consolida sua posição como a mais popular jovem autora da Grã- Bretanha. Lisa Edwards, a durona e sofisticada editora de revistas, acha que sua vida acabou, quando descobre que seu novo emprego "fabuloso" não passa de uma ordem de deportação para a Irlanda, com a missão de lançar a revista Garota. Ashling Kennedy, a editora assistente da Garota, também tem seus problemas. É a Rainha da Ansiedade, e não é de hoje que sente que algo não está cem por cento na sua vida. E não só porque o que lhe sobra são bolsas, falta em cintura e namorado - mas porque, no fundo, no fundo, falta algo mais, como aquele pontinho minúsculo que fica na tela quando a gente desliga a TV à noite. Conhecida como "Princesa", a vida sempre deu a Clodagh tudo que queria (e por que haveria de ser diferente, quando se é a garota mais bonita da turma?). Ao lado de seu príncipe e dois filhinhos encantadores, ela vive um conto de fadas doméstico em seu castelo. Mas então, por que será que nos últimos tempos anda sentindo vontade - e não pela primeira vez - de beijar um sapo?"


O livro é divertido, leve e descomplicado de se ler, bem ao estilo dos livros dessa escritora. Possui passagens alegres e interessantes, outras me deixaram realmente triste, há decepções, traições e injustiças... e eu, particularmente, não topo muito livros com traições.

A leitura é boa, mas não é o melhor de Marian Keyes, achei o livro muito longo e alguns trechos poderiam ter sido suprimidos...

O final deixou um pouco a desejar... não que, não seja bom e correto, muito pelo contrário, as coisas terminam como deveriam ser... mas é que depois de tantas páginas eu esperava um final mais emocionante e quem sabe "caliente", achei que faltou química/liga/pegada no casal principal...

Bem, não quero desencorajar as futuras leitoras, porque eu realmente gostei do livro... mas digamos que o meu final teria sido um pouco mais forte...

3 comentários:

  1. Eu gosto desse livro; não é o meu favorito da Marian Keyes, mas é bom.

    ps: tá, eu sei que é ridículo, mas sempre que leio esse livro eu me escangalho de rir da piadinha do vidrinho de Coco Chanel! eheuhuehuehuhe...

    :P

    Beijooo!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pelo seu comentário, fico feliz que vocêtenha gostado do meu blog e se tornado uma da minhas seguidoras. Já conhecia seu blog, do link de algum outro blog e gostei muito.

    Beijos
    Aline

    ResponderExcluir
  3. Eu amo esse livro e é o meu favorito da Marian Keyes...

    ResponderExcluir