Um Vizinho Perfeito - Nora Roberts

"Fazer parte da familia MacGregor era o mesmo que estar destinado a encontrar um grande amor. Sim, porque para os descendentes daquele poderoso clã escoces, não havia como escapar do olhar carinhoso e mais do que casamenteiro de Daniel MacGregor, o patriarca da familia. Dessa vez, sua vitima seria a esfuziante Cybill Campbell uma das netas preferidas. Com aqueles belíssimos olhos verdes e aquele jeito todo especial de ser, claro que a menina estava mais do que pronta para o amor. E sendo ele um homem prevenido, e evidentemente sabio com seus noventa e tantos anos, claro que também ja tinha o pretendente perfeito para ela. Com sorte, Preston McQuin se sentiria enfeitiçado por aqueles olhos de pantera desde o primeiro instante. Mas antes teria de dar seu costumeiro e mais do que discreto empurrãozinho para aqueles dois se convencerem tanto quanto ele de que haviam nascido um para o outro."

Apesar desse não ser o "meu" estilo de vizinho perfeito (prefiro os tipos menos rabugentos), é uma leitura gostosa, leve, nada de grandes expectativas ou frustações...
Adoro esse tipo de livro, principalmente depois (ou durante) uma leitura mais envolvente...


As moradoras de um charmoso prédio de apartamentos em Nova York ficam alvoroçadas com o novo inquilino do apartamento 3B. Mas, para frustração geral, o homem alto e atlético que às vezes inunda os corredores com o som pungente de um saxofone não dá margem para nenhuma aproximação. Atitudes anti-sociais, porém, jamais seriam suficientes para intimidar Cybil Campbell.
Cybil é uma personagem interessante, fala pelos cotovelos, tem um monte de amigos, vive com a casa cheia de gente e é cartunista de um jornal regional...
Convencida de que o misterioso vizinho é um músico pobre e solitário, ela está decidida a ajudá-lo a sobreviver na metrópole. Um esforço vão: afinal, o temperamental Preston McQuinn não é pobre, não é músico, não quer ser ajudado. Sobretudo, Preston não quer viver a avassaladora história de amor que o destino reservou para ele e Cybil...


7 comentários:

  1. Eu adoro esse livro mesmo sabendo que ele não é nenhuma brastemp...não sei, gostei dos personagens. Gosto do Preston, adoro as tiradas irônicas dos temperamentais...rs

    Beijocs

    ResponderExcluir
  2. Ai, ai, ai... Eu PRECISO ler esse livro!!! kkkkk
    Dé, vc está sempre aumentando a minha pilha, menina!

    Bjim! :)

    ResponderExcluir
  3. Vivi,

    Ah, eu também gosto, mas ele é muito mal humorado...rss

    ----------------------------------------------
    Camilla,

    É pra isso que estamos aqui...rss

    beijos...

    ResponderExcluir
  4. Ainda bem que esse eu tenho aqui na minha pilha. Vou começar a organizar os meus livros da família MacGregor.
    bjos

    ResponderExcluir
  5. Dizer que eu amo Nora Roberts não é nenhuma novidade, né? Sou MEGA-FÂ dela!

    É impressionante a capacidade que ela tem de criar personagens reais e claro, muito interessantes!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Lindaaa, brigadinha, mas sou eu quem tem que elogiar seu blog, fico perdida por horas aqui rsrs.. Vou colocar nos meus favoritos ok? Caso tiver algum problema vc me avisa que eu tiro tá? Mais uma vez, parabéns!! Beiijoos .**

    ResponderExcluir
  7. Adorei seu blog... Fiquei um tempão divagando por aqui e encontrei vários livros que eu já havia lido também, e esse é um deles.
    O livro é uma delícia de ler assim como grande parte dos livros da Nora, ela é demais...

    Um xero!

    ResponderExcluir