Laços de Pecado (Trilogia da Fraternidade) - Nora Roberts


"Depois de Maggie e Brianna Concannon, protagonistas dos primeiros volumes da Trilogia da fraternidade, agora é a vez de o leitor conhecer Shannon Bodine, talvez a mais audaciosa das irmãs Concannonn. Nora Roberts finaliza sua saga irlandesa, que possui raízes autobiográficas, com um enredo comovente. Bodine abandona sua carreira como artista gráfica numa famosa agência de publicidade em Nova York movida pela descoberta da identidade de seu verdadeiro pai. Relutante, realiza o desejo de sua mãe, já falecida, e parte para o Condado de Clare. Lá encontra, além das origens familiares, seu grande amor."

Pois é, depois de ter sido derrubada por uma gripe daquelas, e olha que nem era suina... estou de volta (mas não pronta para outra)...
Antes de partir para a leitura dos livrinhos novos, precisava fechar essa trilogia... o último livro desta não deixa nada a desejar aos anteriores, e fecha com maestria a série...
Shannon descobre no leito de morte de sua mãe, que seu pai biológico viveu na Irlanda, e que o homem que a criou só havia conhecido sua mãe quando esta já estava grávida... fica ainda mais surpresa quando descobre que tem duas irmãs e que elas querem conhece-la...
Shannon viaja para a Irlanda e lá se redescobre, encontra uma família disposta a acolhe-la, e descobre o amor...
Sem dúvida alguma, o melhor personagem deste livro é o Murphy... já havia sido citado diversas vezes nos livros anteriores... é um fazendeiro vizinho das irmãs Concannon e quando conhece Shannon se apaixona perdidamente e à primeira vista...
Bem, Murphy possui tudo o que eu sempre imaginei em um irlandês típico... um sotaque gracioso, uma alegria contagiante, um dom musical, além de coisinhas menos importantes como ser lindo, ter olhos azuis, ser leal, apaixonado... enfim, detalhes...
Uma delícia de leitura, essa trilogia não decepciona... e ainda explora os valores, cultura e misticismo irlandês... me deixou morrendo de vontade de conhecer...
Vale a pena a leitura...

10 comentários:

Deixe seu comentário