O Testamento - Julie Garwood



"Quando o respeitado procurador Theo Buchanan do Departamento de Justiça passa mal em um baile de gala em Nova Orleans, a Dra. Michelle Renard age rapidamente para salvar sua vida. Logo Theo se vê em uma roda viva para salvá-la, quando Michelle vira alvo de uma quadrilha mortífera. Eles se denominam o quatro elementos deletérios guiados pela ambição de acumular milhões em uma conta bancária secreta. Agora eles estão dispostos a silenciar Michelle para sempre, pois ela pode conhecer o segredo por trás da morte piedosa da esposa de um deles. Escapando por entre um homem da mais alta classe e um bando de criminosos astuciosos, Michelle e Theo caminham na corda bamba entre a paixão e a sobrevivência."

Comecei a ler esse livro por indicação da Bia, nunca tinha lido nada dessa autora... e o livro faz parte de uma série de sete livros, onde cada um deles conta a história de um dos irmãos Buchanan...
Bem, esse é o livro 2... mas como as histórias são independentes, não houve nenhuma dificuldade por esse pequeno deslize de minha parte...
Conforme já foi comentado na sinopse acima, Theo é um procurador de justiça, viúvo há quatro anos, que se dedica exclusivamente à profissão, após o fechamento de um importante caso, ele é convidado a dar uma palestra em Nova Orleans, mas, antes de chegar a tal palestra ele passa mal e é operado do apêndice pela dra. Michelle...
Michelle acaba de cumprir residência em Nova Orleans e decide voltar a sua cidade natal, Bowen, para abrir uma clínica... só não esperava se ver envolta em uma trama, onde os envolvidos querem silenciá-la... mesmo antes dela conhecer o segredo...
E por fim, o Clube dos semeadores é formado por quatro pessoas dispostas a cometer uma série de fraudes para enriquecimento rápido... o plano dá certo durante vários anos, mas quando decidem assassinar a esposa doente de um dos membros... as coisas fogem de controle e uma caçada tem seu início...
Nesse livro eu gostei bastante do Theo, pois ao contrário de muitos mocinhos, ele não é perfeito... tem seus traumas, quando a coisa aperta ele não se transforma no Rambo e acaba com todo mundo... ele se fere, erra a mira, e se não fosse por um amigo do FBI (que é uma gracinha) até seria morto... eu gostei pois isso tem mais haver com a realidade...
Só achei que o final deixou um pouquinho a desejar... eu preferia uma coisinha um pouco mais sanguinolenta e vingativa... isso soa bem psicopata, né??
Enfim, um livro divertido, que prende a atenção...

15 comentários:

Deixe seu comentário