A última dança - Eileen Goudge

"Alguns segredos devem permanecer guardados para sempre. Outros são mortais. No surpreendente livro de Eileen Goudge, três imãs aprendem a diferenciá-los percorrendo o caminho mais difícil. Tiros são disparados numa noite, e um homem morre. Sua devotada esposa há quarenta anos é presa por seu homicídio. A pacata cidadezinha praiana de Miramonte, na Califórnia, fica atordoada com a chocante notícia. Lydia e o Dr. Vernon Seagrave pareciam ser o casal ideal, até então apaixonados, na véspera da festa de gala em comemoração às bodas de rubi. O que deu errado? As três filhas, já crescidas, empenham-se para descobrir a resposta. Daphne, Kitty e Alex são as mais afetadas pelo duro golpe. Devem enterrar o pai e esclarecer a terrível verdade que poderá salvar sua mãe. Ao mesmo tempo, precisam acertar suas próprias vidas. Daphne, a escritora, casada com um médico e mãe de um casal, está dividida entre a lealdade familiar e o seu primeiro e verdadeiro amor, do qual está separada há vinte anos, Johnny Devane, o promotor assistente que processa Lydia. O romance entre Kitty e Sean, um rapaz bem mais jovem, anda complicado. A irmã de Sean, uma adolescente, está grávida, e Kitty quer, desesperadamente, adotar a criança. Mas a garota ainda não se decidiu por Kitty. Alex, a mais jovem e a preferida do Dr. Seagrave, está divorciada, mas ainda ama o ex-marido; enquanto isso, tenta superar os danos infligidos pelo pai, a quem prezava mais do que qualquer outro homem no mundo. Financeira e emocionalmente falida, ainda tem de buscar forçar para lutar pela guarda de suas gêmeas e manter-se sã. À medida que as ilusões vão se dissipando, as três mulheres precisam se preparar para o choque de revelação de segredos e mentiras que pesam sobre a família. Devem arriscar o sofrimento de reconstruir suas vidas e abrir o coração para o amor que promete tudo, mas não oferece garantias."

Depois de uma semana fora, volto à ativa... quanto a auditoria passada, devo dizer que entre mortos e feridos, se salvaram todos... com algumas escoriações, é claro, mas nada que o tempo e o empenho não possam resolver...
Bem, esse livro estava à muito tempo esperando para ser lido... adquiri através do site trocando livros, e fiquei surpresa quando descobri que a antiga proprietária era a Lili do blog Nossos Romances...
Depois disso, fiquei com uma pulga atrás da orelha... e comecei a leitura com dois pés atrás (a Lili abandonou a leitura e eu mais uma vez escolhi o livro pela capa)...
Ao contrário do que é citado na sinopse, o livro não é dos mais surpreendentes (pelo menos eu já havia descoberto a trama logo no início), e achei a história muito lenta e melodramática...
O livro em si é bom, assim como o enredo, mas alguns pontos acredito que poderiam ser melhorados... por exemplo: o livro é excelente quando se trata de nos mostrar as emoções das três irmãs, seus sonhos, angustias e fantasmas do passado... mas quando um grande acontecimento aparece e eu achei que as coisas iam dar uma guinada, fica tudo na mesma... sendo analisado e reanalisado...
Bem, quando comecei a escrever esse post, o intuito não era fazer uma crítica negativa, mesmo porque eu gostei do livro, as personagens são bem construídas, e sofri com elas, dando a impressão de que eu as conhecia... mas acho que é só... o livro gira em torno das três irmãs, e a trama central é pouco desenvolvida... e quanto ao título ("A última dança"), não há nenhuma dança em questão... então de onde tiraram isso???
Enfim,
as fãs de Danielle Steel e Rosamunde Pilcher irão amar, pois o estilo de narração é bem parecido... mas, para quem gosta de histórias surpreendentes e cheias de ação... esse não é o livro...
Quanto mais o tempo passa, mais crítica e exigente eu me torno, já li muitos livros das escritoras citadas acima para saber que não fazem o meu estilo, apesar de ter gostado da maioria dos livros... sempre fica um senão, como nesse caso...

17 comentários:

Deixe seu comentário