Carta para mim

Tive bastante receio em participar da blogagem coletiva, sugerida pela Elaine do Um pouco de Mim... meu intuito com o blog sempre foi ter um espaço para colocar minhas opiniões, mas sempre evitei postar muitas informações pessoais... mas após pensar e ler algumas coisas, mudei de idéia... acabei perdendo o prazo de inscrição... mas a carta já estava feita... então porque não postá-la??
Confesso que foi mais fácil e triste do que eu esperava, me emocionei relembrando momentos difíceis da minha vida e outros mais alegres... mas a carta tem um quê de drama, já que são conselhos para que eu não passasse por determinadas situações... se houvesse a real possibilidade de mandá-la, eu não enviaria... pois foram essas dificuldades que moldaram e ainda moldam meu carater... então por piores que tenham sido, foram válidas... mas escrevendo, percebi diversas falhas na minha conduta que ainda posso consertar...
Então... se tiverem paciência... segue a carta que eu gostaria de ter recebido há uns 15 anos atrás (gostaria, mas eu não enviaria, confuso, né??)...


Querida Débora,

Lembra-se de todas as vezes que você sonhou em receber essa carta?? Não sonhou ainda?? Vai sonhar... todas as vezes que você tiver dúvidas, que alguém te machucar, que você se sentir solitária...

Em primeiro lugar eu quero te dizer para não se preocupar tanto, e no momento que escrevo essa carta, você tem 25 anos, mas já é uma grande vencedora...

E os problemas que não estiverem nessa carta, saiba que você lidou muito bem com eles sozinha...


Bem, aqui vão algumas dicas que irão facilitar seu futuro:

- Aprenda a andar de bicicleta e a nadar... você vai se arrepender disso quando for adulta... a bicicleta você até deu um jeitinho, mas você morre de medo de água...

- Não deixei que outras pessoas mudem você, principalmente o seu primeiro namorado... se ele gostasse mesmo de você, iria te aceitar de qualquer jeito...

- Não dê crédito quando sua mãe falar para você ser mais comunicativa, fazer mais amizades e sorrir mais... por mais que você tente, você não irá mudar... assuma que você é quieta, reservada, que tem poucas amizades...

- Cultive a amizade com a sua prima, você irá se arrepender quando for mais velha...

- Nunca volte com ex-namorados, lembre-se sempre que as pessoas não se tornam melhores da noite para o dia, e se você terminou, teve seus motivos... não volte a atrás...

- Seus pais irão se separar quando você estiver começando sua vida adulta... e será muito sofrido e difícil... você terá dúvidas se você deve se casar, vá em frente, você não irá se arrepender...

- Logo após a separação, corte a relação com seu pai... ele só fará você sofrer ainda mais ao longo dos anos... até que inevitavelmente você irá cortar ele da sua vida... então adiante isso e sofra menos... e não tenha tanta dó, ele nunca foi o pai que você quis ou precisou e nunca será... depois ainda colocará a culpa em você, seus irmãos e sua mãe... acredite em mim...

- Algumas pessoas irão partir seu coração e você partirá o coração de outras, mas saiba que todas elas te levarão à conhecer o homem da sua vida... ah, e quando você conhecê-lo vai saber que é ele... uma dica... loiro, olhos verdes e a educação em forma de gente... você irá saber...

- Por mais que você faça, você nunca se dará bem com a sua sogra... então não deixe ela te tratar mal, achando que se você disser algo irá piorar a situação...

- Tente não perder a amizade da Dri... vocês vão se distanciar um pouco antes dela ir para Portugal, mais tarde tentarão reatar, mas não dará certo... todavia, no momento mais difícil da sua vida, ela permanecerá ao seu lado... por isso tente não perdê-la...

- a Gi continuará sendo sua amiga para todas as horas, mesmo quando vocês morarem a 400 kms de distância... mas muitas pessoas te darão as costas... será muito difícil você confiar nas pessoas novamente...

- Nunca deixe de buscar a Deus, nas suas maiores dificuldades, só ele poderá te dar algum consolo...

- Sua mãe será sempre sua melhor amiga, e não se preocupe, você também será a melhor amiga dela...

- Na adolescência você irá se afastar dos seus irmãos... mas não sofra, quando vocês ficarem adultos, tudo volta ao normal...

- Você irá levar muitos golpes de pessoas que lhe são caras, tente não se tornar tão desconfiada com as pessoas, aceite que ninguém é perfeito... e que nem sempre as pessoas podem ser tão leais quanto você gostaria, incluindo você...

- E para finalizar, escolha uma faculdade que lhe dê prazer fazer, esqueça as pressões da sua família... porque se de tudo não der certo sua faculdade, saiba que você tem uma grande carreira pela frente e que a única exigência será ter ensino superior... então, faça outra coisa, porque você irá detestar seu curso...


E se de tudo você não seguir meus conselhos, fique fria... você irá correr atrás de corrigir o que for possível quando for mais velha....


Um grande beijo,

Dé... (você irá preferir ser chamada assim quando for mais velha)


24 comentários:

  1. Dé,
    Claro que esta carta tinha de ser postada!!!
    Em poucas palavras eu entendi um mundo sobre você!
    Muito obrigada por dividir comigo!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Amei sua carta, Dé... bonita! :)

    Essa blogagem mexe com a gente, não é?! ;)

    Beijos...

    ResponderExcluir
  3. Ahhhh Dé.....passei o dia chorando lendo os textos dos blogs participantes, chorei novamente agora ao ler sua carta....
    Lindo,
    Bj

    ResponderExcluir
  4. Oi Débora, Dé... também prefiro que me chamem de Pati rsrsrs.
    Estava olhando as cartas da blogagem...
    Está acontecendo uma revolução interior em cada um de nós, independente da forma como a mensagem é transmitida. São tantas reflexões...

    Boa semana, beijos :)

    ResponderExcluir
  5. Oi Dé,
    Muito legal o post,
    Seria bom receber uma
    carta reveladora como
    essa...
    bjoo =)

    ResponderExcluir
  6. Oi Débora a carta ficou muito linda. De uma certa forma ela me lembrou aquela música "Filtro Solar" do Bial. Sempre que a escuto me sinto tocada e foi assim que me senti lendo sua carta.

    Xero pra ti.

    ResponderExcluir
  7. Olá se posso chama-la de Dé vou usar dessa intimidade, muito legal sua carta, quem não gostaria de receber uma carta de 15 anos a frente néh...
    Gostei muito daqui..
    Muita Paz.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Débora!
    Adorei sua carta... Muito, muito bonita mesmo!
    Bom... Passei aqui para dizer que tem novidades no Devaneios... passa lá e confira! E participe, é claro!
    beijos*

    ResponderExcluir
  9. Me emocionei muito lendo sua carta! E vc tem razão - aprendemos muito com nossos erros, mas às vezes seria bom saber que há outros caminhos...

    bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi Dé,
    Adorei sua carta...muito linda.
    Um bj e uma ótima semana.
    Michele

    ResponderExcluir
  11. Oi, Dé!!! Adorei te conhecer melhor!!!! Muito boa a sua carta!!!

    ResponderExcluir
  12. Oi Débora! Nossa, gostei muito da sua carta! Cada pessoa com uma experiência diferente para contar, está sendo muito interessante essa blogagem, e fico feliz que tenha decidido postar! =^^=

    Estarei acompanhando seu blog, também adoro ler!!!

    Bjinhu

    ResponderExcluir
  13. Que lindo e emocionante Dé! Imagino que não deve ter sido fácil para você escrever, a gente lendo se emociona, fico aqui imaginando então você...

    Parabéns!!!
    Beijos
    Lili

    ResponderExcluir
  14. Foi emocionante a carta,já li duas vezes!
    Obs.: tem um selo para você no meu blog é o selo 'esse blog daria um livro'.

    ResponderExcluir
  15. Lindo, Dé! Acho que todos já quisemos ter uma lupa que nos mostrasse a dimensão futura. Mas, a vida não é um manual e o que nos cabe é enfretarmos o que vier, sermos consciente de nossas responsabilidades e seguir em frente sem culpas. Edificante a sua carta.

    Obrigada por se preocupar comigo, visse? Fiquei feliz com o seu contato! Estou lutando para estar bem e levar o blog adiante. No mais, sucesso para você e o blog que continua sendo um ótimo cantinho para se visitar...beijos

    ResponderExcluir
  16. Muito, muito, muito boa. Teve momentos q me emocionei e enquanto lia, dei uma parada e liguei pra uma amiga, da qual nunca qro me distanciar.
    Obrigada por me visitar, comentar minha cartinha e assim me dar a oportunidade de vir te conhecer.

    Bjinhos em ti...
    Mah

    ResponderExcluir
  17. Oi Dé, mesmo perdendo o prazo de inscrição, tá valendo, pelo menos pra mim foi uma terapia escrever esta carta, pelo que vejo pra ti, também!
    Obrigada pela visita!
    Beijo!!

    ResponderExcluir
  18. Dé!!!
    Adorei ler sua carta...meus olhos se encheram de lágrimas e pude visualizar cada um desses acontecimentos, e alguns eram muito parecidos com situações que vivi, e fico feliz de saber que você venceu. A vida não é fácil, mais o importante é não desistirmos dela.
    um super beijo

    ResponderExcluir
  19. Gente, que vida de tantas experiências e tantas superações, além de decisões...
    Adorei a sua carta, que nos deu a oportunidade de conhecê-la, ficando a impressão de que há anos que vemos estas palavras!
    Bjs e parabéns pela linda participação na blogagem da Elaine!

    ResponderExcluir
  20. Olá Débora, essa blogagem foi um banho na alma né! Tbém me senti receiosa, mas sua carta foi sincera e linda! Parabéns e Felicidades! Bjinhos da Madrasta!

    ResponderExcluir
  21. Oi Dé, estou peregrinando pelos blogs para ler as cartas, amei o seu post.... Quanta coisa a gente vive né.... apesar de não termos alguem para nos escrever sobre o futuro, temos sempre a chance de tentar fazer o "certo", e correr atras do prejuizo... parab[ens... bjs

    Mônica

    ResponderExcluir
  22. Dé, achei linda sua carta! Parabéns pela participação!
    Bjo

    ResponderExcluir
  23. Aí que se essa brincadeira fosse verdade ia ser bom né?
    Eu amei participar e me conhecer melhor,ver coisas que eu nem via em mim,n reconhecia.Conhecer pessoas diferentes e histórias de vidas lindas(como a tua)
    Amei mesmo.

    ResponderExcluir