Morto até o Anoitecer - Charlaine Harris




"Esqueça tudo o que você já ouviu sobre vampiros. Os mortos vivos ganharam o direito de existir legalmente. Mas a liberdade de ficarem fora dos caixões teve o seu preço: o fim da existência sedutora e das caçadas sob o luar.
Em tempos de sangue sintético é preciso um esforço para se adaptar. O vampiro Bill Compton está disposto a tudo para se estabelecer em sua cidade natal. Até mesmo desafiar a hierarquia dos clãs vampirescos. O que ele não contava era com uma série de assassinatos inexplicáveis, com a desconfiança dos moradores locais e com seu envolvimento com uma bela - e teimosa - garçonete telepata." Contra capa do livro






Comecei a ler o livro, após assistir a primeira temporada de True Blood... adorei a série e portanto não resisti ao livro
, é claro que existem muitas diferenças entre eles, como a inclusão de personagens, situações e comportamentos que não correspondem ao livro, mas a essência é a mesma... e fiquei surpresa ao descobrir que o primeiro livro correspondia a primeira temporada da série... achei que fosse baseada, mas não que seguisse a história do livro e também nem sei porque achei isso...
No livro os vampiros passaram a viver entre os humanos, há muita discussão, polêmica e preconceito sobre o assunto, principalmente porque a maioria dos vampiros não são confiáveis (preconceituosa, eu?? Bem, eu é que não facilitaria)...
Bill é um vampiro que decide se estabelecer numa cidade e se socializar com os h
umanos e uma série de acontecimentos irá ligá-lo a Sookie, uma garçonete com poder de ler os pensamentos dos outros...
Em meio à este "affair", uma série de assassinatos ocorre entre os humanos e ninguém está a salvo de suspeitas.
No livro os personagens (principalmente a Sookie e o Bill) são mais densos e enfoque maior é para o casal protagonista, enquanto na série há mais espaço para os outros personagens e conflitos, a série também possue mais cenas de sexo e violência do que as apresentadas no livro... enfim, são diferentes, mas ambas imperdíveis...
De todos os livros que tenho lido ultimamente sobre vampiros (e olha que não foram poucos, que febre, né??), essa série é a que mais tenho gostado, principalmente porque os principais mitos permanecem intactos, eles não saem durante o dia, não comem alho, morrem com o sol, com estaca, têm força descomunal...
O final, a meu ver, foi ótimo... surpreendente e apesar de várias conjecturas e desconfianças, só descobri o assassino no momento certo...
Recomendo o livro e a série, mas tirem as crianças da sala... e em alguns casos, pais e avós também... depois não digam que eu não avisei...


Bill e Sookie

21 comentários:

Deixe seu comentário