Sob o luar do Pacífico - Anne Weale


"Sob o glorioso sol do Pacífico, Sean Ransome, um dia, salvou a vida de Armorel. Sob o romântico luar do Pacifico, uma noite, ela lhe entregou sua alma. Daquele momento em diante, Armorel soube que não poderia mais viver sem aquele homem, que fazia seu sangue queimar nas veias e seu coração arder de desejo. Mas, descrente do amor, Sean jamais se entregaria inteiro a uma mulher. Valeria a pena ficar com ele mesmo assim, aceitando uma relação baseada unicamente na atração sexual? Valeria a pena Armorel entregar-lhe a própria vida, mesmo sabendo que jamais teria de Sean o que mais desejava, o seu coração?"


Armorel aos dezenove anos foi encontrada desmaiada e entre a vida e morte numa ilha deserta por Sean...
Sem amigos ou família, recebeu o melhor tratamento médico e de reabilitação, tudo financiado pelo seu salvador... após a reabilitação Sean se oferece para ser tutor da jovem e financiar seus estudos.

Armorel é enviada para um colégio interno e ao longo de dois anos torna a ver Sean poucas vezes... mas tudo muda quando a jovem completa 21 anos e Sean lhe propõe casamento.

Apesar de não amá-la, Sean a considera uma jovem bonita e a admira, mas será que isso basta para Armorel?? Será que a jovem é capaz de estar com alguém que ama profundamente, sem ser correspondida??

Esse livro passou a fazer parte da minha estante, após uma deliciosa visita a um sebo que descobri aqui na cidade, o sebo é ótimo... com estantes cheias, ou melhor abarrotadas de livros de banca...
Eu sempre gostei de livrinhos mais antigos, o único inconveniente é que muita das vezes as mocinhas são mais inocentes e geralmente são bem mais novinhas que a média... ah, pelo menos é essa a minha impressão...
Esse começa assim, mas no final a Armorel dá um show, ou melhor... um fora...
Vale a pena conferir...
Hum, acho que já deu pra perceber que eu estou numa fase totalmente banca, né?

8 comentários:

  1. eu queria conseguir ler mais romances de banca. leio um, dois, três, enjoo, parto para outro. vou tentar melhorar...haahaaahaaaha bjus

    ResponderExcluir
  2. Ahhh, parece ser uma história bem bonita.

    Ótimo blog.

    Bjjjs!

    ResponderExcluir
  3. Eu tmbem prefiro os livrinho mais antigos, acho bem mais interessantes apesar das mocinhas serem sempre mais ingenuas XD...
    Eu nao li esse, o que li era sob o luar do Caribe, e era bem legal...
    Se eu encontrar, vou ler com certeza XD

    ResponderExcluir
  4. Oi, Dé
    Tem selinho para vc no meu blog..bjs

    ResponderExcluir
  5. Oie menina.. to passando pra avisa que tem selinho la no blog pra vc..
    http://ofantasticomundodaarte.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. oieee!
    tem selinho para vc no blog!

    ResponderExcluir
  7. Oi, Dé!!!

    Também gosto muito desses livrinhos antigos! Passei por uma fase na adolescência em que devorava os livros de banca. Como estudava pertinho de um sebo, deixava de lanchar p/ comprá-los. Claro q ainda não superei essa fase, simplesmente diminui a loucura. kkkkkkkkk

    Adorei a sua resenha, como sempre, né?! Já anotei a dica e vai para a minha listinha (que tem esse "inha" aí só pelo carinho mesmo... já passou dos 200).

    Bjim! :)

    ResponderExcluir
  8. Eu não acho inconveniente as mocinhas serem mais inocentes e mais novinhas, rsrsrs.. gosto desse tipo de romance tbm! :)

    Amei a resenha... :)

    Bjs

    ResponderExcluir