Uma luz na escuridão / A lista de Schindler - Filmes

Dias atrás estava conversando sobre filmes com o maridão... e quando citei dois filmes que eu gosto muito, descobri que ele ainda não conhecia...
Resultado: decidimos que na próxima locação, esses filmes fariam parte da lista... e ontem passamos a noite assistindo aos dois filmes...
Os filmes em questão são: Uma luz na escuridão e A Lista de Schindler, ambos ambientados na época da 2ª Guerra Mundial... e que de certa forma, acho que se completam.
O primeiro mostra o patriotismo alemão, o modo de vida dos alemães durante a guerra... já o segundo mostra a guerra sobre o prisma dos judeus que viveram na Polônia, nos guetos e campos de concentração.


Uma Luz na Escuridão é de 1992, Linda Voss (Melaine Griffith) é uma jovem secretária americana (neta de alemães judeus) que atrai a atenção de seu chefe Edward Leland, vivido por Michael Douglas...
Linda desconfia que Ed é um espião, mas quando os EUA entram na 2ª Guerra descobre que ele é um coronel da Inteligência Americana...
Quando um espião é morto em Berlim, Linda convence Ed
a deixá-la ir para a Alemanha... de secretária a espiã, Linda vai trabalhar na casa de um alto oficial do Reich (interpretado por Liam Neeson)...
O filme é baseado no livro da escritora Susan Isaac, e mostra a Guerra vista pelos alemães e o modo como viviam naquela época... A história do filme é linda, emocionante... o final então é maravilhoso, para quem ainda não viu, eu recomendo...

O segundo filme é A Lista de Schindler... para falar sobre esse filme, simplesmente me faltam palavras, é o mais lindo e triste que já assisti... é um filme que todos as pessoas do nosso planeta deveriam ser obrigadas a assistir...
O filme narra a história dos judeus na Polônia, na cidade de Cracóvia... ao contrário do que muitos falam, Oskar Schindles era nascido na Morávia (Republica Tcheca)... e se mudou para a Polônia afim de fazer dinheiro com a guerra.

Ao longo do filme vemos claramente a mudança que se opera em Schindler, onde no começo ele se aproveita dos judeus, levantando recursos em troca de proteção... e depois vemos como ele gasta todo o seu dinheiro, para salvá-los.
O filme é todo em preto e branco, exceto por uma personagem... em uma cena, uma menina de vestido vermelho é vista por Schindler percorrendo as ruas sozinhas durante o massacre no gueto... após várias cenas, Schindler vê o corpo da menina em uma pilha de corpos...


Algumas curiosidades:

A cena da "liquidação" no gueto de Cracóvia era apenas uma página no script original. Spielberg a transformou numa cena de 20 páginas e 20 minutos de filme baseando-se em depoimentos dos sobreviventes. Por exemplo, a cena em que o jovem homem escapa da captura pelos soldados alemães lhes dizendo que ele foi ordenado para tirar as bagagens da rua foi tirada diretamente de uma história de um sobrevivente.


Steven Spielberg ofereceu a Roman Polanski a posição de diretor do filme. Polanski recusou pois achava que o tema era muito pessoal para ele, que viveu no gueto de Cracóvia até os 8 anos de idade, e cuja mãe morreu num campo de concentração de Auschwitz. Polanski viria a dirigir depois "O Pianista", seu próprio filme sobre o Holocausto.

Em outubro de 1980, o autor Thomas Keneally estava voltando para a Austrália quando parou no caminho para o aeroporto para comprar uma mala em uma loja de malas em Beverly Hills pertencente a Leopold Pfefferberg - que era um dos 1.200 salvos por Schindler. Entrou na sua loja de malas na Califórnia e saiu de lá com a história de Oskar Schindler, que decidiu contar. Ele fez com um grau de desenvolvimento só possível devido aos muitos que sobre ele quiseram falar. Entre estes, dezenas de "schindlerjuden" (Judeus Schindler), ou seus descendentes, como Pfefferberg, salvos por ele de um destino que foi o de mais de seis milhões na Alemanha nazista. Keneally ganhou com "A Lista de Schindler" o Booker Prize em 1982.

"A Lista de Schindler" foi o primeiro filme em preto e branco a ganhar o Oscar de Melhor Filme desde "Se Meu Apartamento Falasse" (1960).


"A Lista de Schindler" filme ocupa o honroso 8º lugar na lista dos 100 maiores filmes americanos de todos os tempos do AFI - American Film Institute.


Essas e muitas outras curiosidades, constam no site
http://alistadeschindler.com/

7 comentários:

Deixe seu comentário