Na escuridão da noite - Kathryn Smith

"Por trás da aparência irresistivelmente sedutora, Wynthrope Ryland esconde um grande e terrível segredo que um chantagista ameaça revelar. Pressionado, ele deve fazer uma difícil escolha para manter seu passado oculto: trair a confiança da viscondessa Moira Tyndale, a única mulher que amou na vida, ou arruinar sua família. Na verdade, ele não tinha escolha. Nunca colocaria seus irmãos em risco. Se tivesse de voltar a roubar para protegê-los, ainda que pela última vez, assim o faria. Mesmo que a vítima, dona da cobiçada tiara de diamantes, fosse Lady Aubourn... ou simplesmente Moira. Wynthrope teria de tirar proveito da proximidade com a viscondessa para furtar a joia e entregá-la ao criminoso. Depois de algum tempo - para não levantar pistas -, terminaria o relacionamento e a convenceria de que ele era mesmo um libertino, como todos pensavam. O plano parecia perfeito, se fôssemos movidos apenas pela razão... Era tarde demais para Wynthrope encarar o roubo como apenas mais um de sua pregressa carreira. Moira o conhecia como ninguém. Melhor do que ele mesmo. E sabia que ele não era o que aparentava ser. Wynthrope não podia esconder nada de Moira e muito menos fingir para si mesmo que não estava completamente apaixonado. Será que seu amor acabará falando mais alto que a forte ligação entre os irmãos?
Wynthrope irá descobrir que a vida também tem seus segredos..."

Esse livro me deu "altos" pesadelos...
Imagine só... eu fiquei lendo até tarde e depois fui dormir, há certa hora da madrugada eu tive um pesadelo onde eu fazia parte da nobreza (inglesa, of course) e num belo salão de baile todos estavam olhando pra mim, cochichando, rindo e apontando... pra piorar todos possuiam aparelhos modernos de telefonia... então era um tal de sms pra cá, e-mails pra lá, tweets e fotos acolá... imagine as fofocas da nobreza a lá Gossip Girl... acordei realmente assustada, depois fiquei rindo sozinha do pesadelo tonto... só eu mesma, né??
Mas voltando ao que interessa, o livro se passa na época da regência e conta a história de uma viscondessa viúva, Moira Tyndale - Lady Aubourn, que após o período de luto começa a se envolver com um dos mais cobiçados solteiros da Inglaterra.
Wynthrope Ryland (uma coisa que eu fiquei pensando durante todo o livro: "Como se pronuncia esse nome???"), foi em outros tempos um exímio ladrão... e após se envolver com Lady Aubourn os fantasmas do seu passado voltam para cobrar uma dívida...
Agora ao meu ver, o melhor personagem de todo o livro é o melhor amigo de Moira... olha eu vou contar um tíquinho só, mas não é nada que atrapalhe o livro porque logo no começo todo mundo fica sabendo...
O amigo dela é gay... Nathaniel é um espetáculo e é responsável pelas passagens mais engraçadas de todo o livro.
Depois de pesquisar um pouquinho (e visitar o site da autora)... descobri que o livro faz parte de uma série conhecida como "The Ryland Brothers", e cada livro narra a história de um irmão (são quatro) e o primeiro livro narra a história de um amigo dos irmãos...

A série é composta por:
Elusive Passion
For the First Time
In Your Arms Again
In The Night (Na escuridão da Noite)
Still In My Heart (Ainda te amo)

Infelizmente não consegui descobrir se os três primeiros livros da série foram ou não publicados... #totalmenteinsatisfeita
O último eu encontrei na estante virtual, mas é uma publicação da Nova Cultural, então... já deu pra imaginar como o livro deve estar "resumido"...

Mas enfim, recomendo a leitura do livro... um romance delicioso, cheio de idas e vindas e com direito a um final primoroso: um homem de joelhos disposto a fazer tudo para reconquistar a pessoa amada...

12 comentários:

  1. Eu tb pesquisei, e só encontrei o livro do Brahm, e pelo que andei vendo, ainda trocaram o nome dele na tradução.
    O livro é mesmo muito legal, vale a pena ler!

    ResponderExcluir
  2. Hmmm... continuo interessada em ler esse romance, mas ainda não subiu pro topo da lista, rs.. ;)

    Bjos! Ótima resenha ^^

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca havia ouvido falar desta história até saber do livro aqui no "Leitura...". Parece uma daquelas histórias em que tudo tem que dar errado pra se reorganizar e o final ser realmente feliz. Adoro!

    Amei a crítica e mais ainda a história do pesadelo! rs

    Um abraço pra ti e bom fds!

    ResponderExcluir
  4. Ei Dé,

    Ja vi opiniões contraditórias deste livro, de quem amou e de quem não gostou.

    Eu adoro a capa rs

    Mas não vai entrar para a minha lista por enquanto.

    Adorei o pesadelo kkkkkkkkkkk

    bjoo

    ResponderExcluir
  5. Ah, eu quero ler este livrooo! Adorei a resenha.
    Sabe, vira-e-mexe, eu sonho com a história dos livros que leio. Até porque só tenho tempo para lê-los a noite... rs.
    Bjo.

    ResponderExcluir
  6. A resenha ficou convidativa hehe
    e cá entre nós que capa lindíssima!

    ResponderExcluir
  7. Gente, que charme está esse espaço!

    Querida amiga,

    Passei aqui para lhe parabenizar primeiramente pelo conteúdo sempre de qualidade, interessante e criativo e agora por essa linda nova cara do seu espaço, eu amei os detalhes!!!

    Um final de semana único, especial, calmo e repleto de alegrias pra vc!!! Abraço carinhoso!!! Bjuuuuss :*

    ResponderExcluir
  8. Hum...
    Louca para ler!
    Socorro!

    A sua resenha ficou ótima...

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. O livro deve ter te envolvido bastante, hein? Para ter um sonho desses... rsrs
    Gostei da resenha!! Vou colocar o livro na minha lista! =)

    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Já sonhei algumas vezes com os livros que leio, principalmente quando são séries e eu me apego aos personagens, rs.

    Parece ser bom o livro :)

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Dé,

    sempre que vejo resenha desse livro fico namorando com ele.

    Um dia vem pra minha casa.

    Bjos,

    ResponderExcluir
  12. Oi !
    Não gosto do estilo romance de "banca", (sem preconceitos, é que a leitura desses livros não me prende mesmo), mas embora este livro lembre os romances de "banca", eu adorei!
    Acho que o melhor do livro é a franqueza dos personagens, ninguém é completamente bonzinho ou completamente mau... e mostra que o amor não é fácil, mesmo depois que se descobre que o sentimento existe. Romântico, mas franco e apesar de completamente ficção, tem um pezinho na realidade dos sentimentos...
    beijos

    ResponderExcluir