Desafio - O livro que menos prendeu minha atenção


Depois de uma grande janela entre as postagens, eis que retorno com o desafio 10 livros em 10 dias...

Hoje é dia de falar sobre o livro que menos prendeu minha atenção... fiquei em dúvida sobre que livro colocar, pois não queria um post negativo... e sim falar sobre um livro que eu lutei muito para terminar, pois não me identifiquei com a forma de escrita...

E não é que tem um livro que se encaixa perfeitamente nessa situação??
O livro em questão é O diário de Bridget Jones...

Entendam bem, eu simplesmente amo essa inglesa hiper-mega-ultra atrapalhada e sou completamente apaixonada pelo Mr. Darcy dela... principalmente quando interpretado pelo Colin Firth...
O problema é que o livro é escrito em forma de diário (Dãhn... ) e foi isso que eu não gostei... custei a terminar de ler e nesse caso gostei muito mais do filme do que do livro...

Sinopse:
Desde as primeiras linhas deste diário, você vai achar que já conhece Bridget Jones de algum lugar. Ela está na faixa dos 30 anos, é solteira, mora numa cidade grande, quer parar de fumar, acha que está marcando passo no emprego, tomou a firme resolução de fazer ginástica três vezes por semana e assumiu o compromisso de não chegar ao fim do ano sem aprender e programar o videocassete. Parece familiar? Então aqui vão outras características de Bridget. Desconfia dos livros de auto-ajuda, mas não resiste a dar uma olhadinha neles.
É um desastre na cozinha, mas fantasia jantares inesquecíveis com o auxílio de livros de culinária. Banca a mulher independente, mas não passa uma noite sem sonhar com o príncipe encantando. Sofre com a idéia de não receber presente no Dia dos Namorados, mas em seguida, se convence de que está é só uma data comercial. Ainda se espanta com homens que desaparecem depois do quarto encontro porque a relação está ficando muito séria. Agora você tem certeza que a conhece, não é? O mundo está mesmo cheio de Bridgets. Por isso, este livro fez tanto sucesso na Inglaterra (onde foi escrito), nos Estados Unidos, na França e onde mais tenha sido lançado. É impossível ler o diário de Bridget Jones e não identificá-la. Ou não se identificar com ela.
Como toda sua geração, Bridget vive as agruras do pós-feminismo, convive com as neuroses da nova família, sobrevive na frieza das grandes metrópoles, mas, principalmente, enfrenta o dia-a-dia com um inabalável bom humor. Bridget é muito engraçada. Aproveite que ela escreveu um diário e divirta- se.
Fonte: Skoob

Confira também os outros dias do desafio:
1° dia - Livro que você mais gostou;

2° dia - Livro que você mais odiou;
3° dia - Livro mais barato que você comprou;
4° dia - Livro mais caro que você comprou;
5° dia - Livro que mais te fez ter atenção nele;
6° dia - Livro que menos te fez ter atenção nele;
7° dia - Livro que você mais recomenda;
8° dia - Livro que você menos recomenda;
9° dia - Que série você mais gosta;
10° dia - Livro mais velho que você tem ou leu.

6 comentários:

Deixe seu comentário