E se Fosse Verdade... - Marc Levy

E se Fosse Verdade... é uma história repleta de romantismo e bom humor, ingredientes que cativaram Steven Spielberg, fazendo-o adquirir, por US$ 2 milhões, os direitos do livro para o cinema. Marc Levy verá seu romance de estréia candidatar-se a um grande sucesso de bilheteria.
A história se passa em São Francisco, em julho de 1996. A jovem e bela Lauren, estudante de medicina, sofre um acidente de carro, entra em coma e vai parar no mesmo hospital onde trabalha. Apesar de seu estado, Lauren consegue, espiritualmente, voltar para o seu antigo apartamento. Lá, encontra Arthur, o arquiteto que é o novo morador do imóvel e a descobre no armário do banheiro ao ir tomar banho. Ele é a única pessoa que consegue vê-la, ouvi-la e senti-la.
Inicialmente se recusando a acreditar na história de Lauren, Arthur só fica convencido de toda a verdade quando vai até o hospital e a encontra desacordada. A partir daí, ele vai fazer o impossível para ajudá-la a voltar ao seu estado natural.

 O filme que foi baseado nesse livro é um dos meus preferidos, está entre aqueles que se passarem 258 vezes seguidas na tv, eu acabarei assistindo, no mínimo, 257 vezes...
Entre o filme e o livro há diversas mudanças:

Livro X Filme
Arthur - David (interpretado por Mark Ruffalo)
Lauren - Elizabeth ( interpretada por Reese Whiterspoon)
Arthur é arquiteto - David é paisagista
Arthur foi abandonado pela namorada - David é viuvo
Lauren pode ser tocada por Arthur - David não consegue tocá-la

Bem, essas são as principais mudanças entre o filme e o livro... além de diversas passagens que no livro ocorrem e no filme não... e vice-versa...
O livro é lento, se desenrola com o passar dos meses... o sentimento que une o casal é forte e acontece aos poucos...
Devido a tantas diferenças, não consegui imaginar os personagens como a aparência dos atores que fizeram o filme...
O livro é muito doce e possui lições de vida muito bonitas, há um aprofundamento na história de Arthur, que perdeu a mãe muito cedo e o pai mais cedo ainda... foi um garoto de vida sofrida, triste... mas que se transforma num homem sereno, tranquilo... e é justamente esse comportamento que intriga o leitor, deixando-nos curiosos para saber como essa criança foi criada...
Nesse livro o maior enfoque é para a vida de Arthur... que sem dúvida alguma é um personagem cativante...
Bem, daqui por diante vou colocar alguns spoilers, mas nada que comprometa a leitura e nada além do que é contado no filme... 
Quando Arthur decide raptar o corpo de Lauren, conta com a ajuda de seu amigo Paul... a amizade entre os dois é incrível, digna de ser invejada... Paul apesar de não acreditar em Arthur, faz tudo para ajudá-lo, inclusive raptar um corpo de uma UTI do hospital... daí é impossível não se perguntar. Será que na mesma situação, eu teria ao menos um amigo para me ajudar?? Ainda bem que eu tenho... hehehe... (mas, fica tranquila Gi, prometo que não pedir nenhum favor que envolva corpos... acho...)
Lauren tenta de todas as formas dissuadir Arthur da idéia de salvá-la, insistindo para que ele volte a ter sua própria vida...
O livro termina quando Lauren acorda e não se lembra de Arthur... mas ele tem continuação... "Encontrar você" é o livro que narra como Arthur  reencontra Lauren.
O livro também ganhou uma versão bollywod, chamada "I see you".

14 comentários:

Deixe seu comentário