Cartas de Amor... - Sandra Brown


As cartas de Kyla para seu marido, o sargento Richard Stroud, em serviço do outro lado do mundo, revelavam uma paixão capaz de superar a distância e fortalecer os laços do amor. Mas seu casamento terminou de forma trágica, deixando Kyla viúva com um filho recém-nascido. E o destino das cartas foi uma caixa de metal... Trevor Rule era o melhor amigo de Richard. Ao voltar para casa após seu tempo de serviço, trouxe consigo a correspondência de Kyla. A cada linha, se apaixonava mais pela mulher que as escrevera. Agora, ele precisa demonstrar a Kyla seus sentimentos, e convencê-la de que ambos têm direito à felicidade. No entanto, ele ainda esconde um segredo capaz de destruir o amor que tanto tenta proteger...



 Li várias resenhas sobre esse livro e fui comprar rapidamente, mas devido a enorme pilha de livros aqui em casa, acabei deixando ele de lado...
Talvez por ter lido muito a respeito, criei grandes expectativas (detesto quando isso acontece) e não vou dizer que o livro não é bom... mas eu esperava mais...
Bem, Kyla era casada e escrevia constantemente para o marido que estava em serviço no Cairo, mas eis que o marido morre tragicamente em um atentado terrorista e todas as suas cartas vão parar com o seu melhor amigo, que estava bastante ferido...
Trevor começa a ler as cartas de Kyla e se apaixona pela mulher que as escreveu... e são essas cartas que dão forças para que ele lute para se recuperar...
Quando recebe alta, Trevor decide ir para a cidade onde Kyla mora e busca um meio de se aproximar... ele faz de tudo para conquistá-la, mas Kyla ainda quer permanecer fiel ao marido morto...
Antes do atentado Trevor era completamente mulherengo e irresponsável, tinha o apelido de Beijoca (completamente Argh!!), mas agora está disposto a mudar completamente sua vida por Kyla... 
Trevor é sempre muito fofo, faz tudo para agradar, mas é um tanto quanto manipulador... e eu não sou muito fã de homens assim...
Kyla é uma estúpida... fica quase todo o livro no mantra "quero, não quero, quero, não quero"... o que salva a personagem é a sua melhor amiga que de vez em sempre quando, dá um chacoalhão na moçoila...
Como já disse, o livro é bom... Trevor faz a gente suspirar... mas ainda assim, achei que faltou um algo a mais...

12 comentários:

Deixe seu comentário