Apátrida - Ana Paula Bergamasco

Uma pequena vila na Polônia. Uma menina repleta de vida. Um encontro. Vidas Ceifadas. Sonhos Destruídos. Infâncias Roubadas. As recordações da personagem Irena amarram o leitor na História do Século XX. Baseado no estudo dos fatos que marcaram a época, o palco da narrativa é a conturbada Europa pós Primeira Guerra Mundial, culminando com a eclosão da Segunda Grande Guerra e a destruição que ela provocou na vida de milhões de pessoas. A narradora conduz a exposição em primeira pessoa, e remete o leitor a enxergar, através de seus olhos, o cotidiano a que ficou submetida. É um relato humano, sincero e envolvente que revela a passagem da vida infantil feliz da menina, para o tumulto da existência adulta, cheia de contradições. Finalista do Prêmio Sesc de Literatura de 2009.

Ainda faltam dois meses inteiros para o final de 2010, e li ótimos livros esse ano... mas se tive uma surpresa, com certeza foi com esse livro... que considero, sem sombra de dúvidas, o melhor livro que li em 2010.
Já tiveram uma experiência muito boa e quiseram compartilhá-la com todos a sua volta?? É assim que me sinto com esse livro...

Tudo que remete a Segunda Grande Guerra me emociona e mexe comigo de uma maneira especial, sempre fico pensando em como tenho sorte por ter nascido em outra época, em outro país...
O livro é contado como se fosse uma biografia de uma mulher polonesa, chamada Irena, a narrativa começa ainda antes da guerra com a descrição do cotidiano de seus familiares e amigos...
Irena, ainda jovem se vê apaixonada pelo seu melhor amigo, Jacob, um judeu... ele apesar de retribuir seus sentimentos, casa-se com uma moça judia... e isso parte o coração de Irena pela primeira vez...
Irena vê o início da guerra e a crueldade nas pessoas... passa por tudo de pior que a guerra pode trazer... fome, medo, angústia, morte, perda... 
Li uma boa parte do livro com os olhos marejados e por três vezes precisei fechar o livro para chorar... esse é um livro que toca o leitor de tal forma que muitas vezes me esqueci de que se tratava de uma obra ficcional e quis conhecer a Irena e seus descendentes...
Percebe-se que há um cuidado com os fatos históricos, ambientes e situações vividas pelos personagens... tão grande cuidado faz com que os personagens e suas histórias pareçam cada vez mais reais...
A forma de narrativa do livro também é surpreendente, a história não se desenvolve de forma linear, e os capítulos são curtos... em determinado capítulo a personagem narra sua rotina no campo de concentração e no capítulo seguinte narra uma passagem onde seus filhos já estão adultos e vivendo em outro país... como se estivesse simplesmente contando a história de sua vida e as memórias acabassem esbarrando umas nas outras...
Todas essas características ao invés de deixar a narrativa confusa, lhe conferiu leveza e permite que o leitor veja uma personagem forte, uma mulher sofrida, apaixonada pela vida e pelos seus... mas acima de tudo um ser humano cheio de fraquezas, falhas e traumas...
Uma outra característica é que a personagem usa palavras polonesas e alemãs, e explica seus significados como numa conversa... transcrevo abaixo um pequeno trecho do primeiro capítulo para você ter uma noção:
"Nasci numa wioska, perto de Lublin. Minha mãe, Anninka, contava que eu era turbulenta como a tempestade que caíra naquele dia. Era a menor de oito irmãos, duas meninas mais velhas que eu, Maria e Anna, e cinco meninos, Antony, Michal, Marko, Andrzej e o pequeno Jan. Percebi, desde logo, que reinava naquele ambiente, tendo como súditos os meus irmãos.
Morávamos em um pequeno vilarejo, nas redondezas de um bosque. Meus pais eram agricultores, além de realizar pequenos consertos e trabalhos manuais. Logo, a família ajudava-os nas tarefas diárias.
O nosso Dom, que é casa, era bem humilde: era de madeira das paredes ao telhado. Possuía dois quartos, izbas, e um vestíbulo, sien. A estrutura não usava um único prego e fora construída por meu pai, com a ajuda de seus irmãos, na época de seu casamento."
Enfim, se fosse para eu indicar uma leitura, tendo a certeza que você leria... a minha escolha seria essa...
Um livro bem feito, de uma escritora brasileira, com um preço acessível... 
Ah, e já ia me esquecendo... a capa é linda, a íris do olho e a lágrima são brilhantes, enquanto todo o resto é fosco... a parte de dentro é toda branca com exceção de uma rosa vermelha brilhante (que tem um significado todo especial)...

Mais informações sobre o livro, você irá encontrar em:
http://www.apatridaolivro.blogspot.com/

ou pode falar direto com a autora pelo twitter:
http://twitter.com/anabergamasco


12 comentários:

  1. Dé, concordo com você que a só a capa já me deixou babando!
    Gostei também da resenha!

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Ahhhh Dé,
    Quanto tiver um tempinho, dá uma passadinha no link abaixo?
    É que eu postei o primeiro capítulo do meu livro Jardim de Escuridão e seria muito importante para mim, ter a sua opinião.

    http://amormisterioesangue.blogspot.com/2010/10/ja-baixou-o-primeiro-cap-do-meu-livro.html

    Depois que ler, deixa um comentário na postagem dizendo o que achou?

    Bjks

    ResponderExcluir
  3. Puxa Débora! Que alegria alguém falar tão bem dos nossos autores. Nossos escritores são brilhantes, de fato. O que ocorre muitas vezes é que nós não nos damos a chance de conhecê-los. Vou comprar esse sim. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Ei Dé,

    A capa é lindona mesmo, o melhor de 2010? oh céus, vai ter que ir para o topo da lista e olha que estou com uma fila de espera gigante rs

    bjoo

    ResponderExcluir
  5. Esse livro parece ótimo! Também amo livros que falam da segunda guerra mundial, meu favorito é Êxodus, que fala da situação dos judeus após a guerra(e durante também), também fala da criação do novo estado de Israel. É uma história linda e baseada em fatos.

    ResponderExcluir
  6. Estou de lho nesse livro! acho que deve ser ótimo mesmo!
    A capa é linda...
    Ta na lista!

    bjus

    ResponderExcluir
  7. A capa é muito linda e toda essa resenha me deixou louca para ler!!!
    Parece ser muito linda a historia!
    Vai pra minha lista!

    ResponderExcluir
  8. Querida Debora,
    Agradeço-lhe pela bela resenha.
    Estou feliz que tenha gostado.

    Um cordial abraço, Ana

    ResponderExcluir
  9. Há muito ando desejando esse livro.
    A resenha está muito bem feita e me deu vontade de ler logo, pena que não posso comprar agora, mas está na lista dos desejados.
    Parabéns pela resenha.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. Esse livro me passa uma idéia assim de muita sensibilidade. Já li muitas resenhas positivas e quero ler!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Parece fantástico!
    Resenha maravilhosa, parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Tenho muita vontade de ler esse livro.
    A capa é linda e a história parece fascinante!!!
    Adorei a sua resenha!!!

    Bye

    ResponderExcluir