Dois pesos, duas medidas - Judith McNaught

Nick, o bonito e inteligente presidente da Global Industries, conduz seus negócios do mesmo modo que trata suas mulheres: com charme, ousadia e pulso firme. Ao contratar Lauren Danner, ele, que sempre esteve no controle das situações e conseguiu todas as mulheres que desejou, vê-se perdidamente apaixonado por sua nova e difícil funcionária. O que Nick não imagina é que Lauren esconde um segredo, que, se vier à tona, transformará sua vida para sempre. Presa nessa teia de falsidades, Lauren luta para não perder Nick, homem por quem ela está apaixonada, e que lhe prometeu uma vida de amor e devoção.

Os livros dessa escritora estão sempre entre os meus favoritos, esse todavia, não é um dos seus melhores, é bastante antigo, escrito em 1984 (o ano em que eu nasci) e com isso é fácil percebemos alguns elementos que não condizem com os dias de hoje... como a falta de aparelhos celulares, o uso de máquina de escrever, estenografia...
Entretanto, não deixa de ser um livro é  bonito, a história tem cara de livro de banca (uma boa pedida para aquelas que ainda tem um preconceito com o gênero), traz uma personagem ingênua, Lauren, mas ao mesmo tempo decidida e com muita fibra...
Nick é um jovem que cresceu e construiu um império sozinho, bonito, atraente e libertino... é um típico anti-herói capaz de conquistar todas nós... avesso a compromissos, quando vê Lauren não hesita em seduzi-la e tudo o que quer são alguns momentos de prazer...
Lauren é bonita, com pouca experiência de vida... secretamente está envolvida num plano que pode destruir qualquer chance de relacionamento com Nick... mas após um final de semana juntos, ela se vê apaixonada... e o que é pior tem certeza que o sentimento é recíproco apesar da resistência de Nick. Ao contrário de outras mocinhas, Lauren não se submete aos caprichos do nosso anti-herói e as discussões entre os dois são ferinas e hilárias...
Nick pressiona Lauren para terem um caso, usa desde seu charme até sua posição de presidente da empresa... mas Lauren quer mais que um caso passageiro...
Uma das melhores passagens do livro é quando Nick descobre que ela deu para outro homem um suéter que havia tricotado para ele... uma cena memorável!!
Lauren despreza Nick de forma bastante louvável, e nem pense em ter dó do mocinho, porque ele merece...
Enfim, como todos os outros livros da autora... esse é sinônimo de bom romance, cheio de reviravoltas e suspiros garantidos...

14 comentários:

Deixe seu comentário