Bellissima - Nora Roberts

Depois de ter a casa assaltada no Maine, a dra. Miranda Jones, agora que o pior já passou, está decidida a esquecer o incidente. Surge, então, a oportunidade de ir às pressas para a Itália. Ela deverá constatar a autenticidade de um bronze renascentista de uma cortesã da família Médici, conhecido como A Senhora Sombria.
Entretanto, em vez de consolidar sua fama de perita excepcional, o trabalho acabará prejudicando a carreira de Miranda e manchará sua reputação: ela dará um veredicto questionado.
Vendo-se num beco sem saída, pois o relacionamento com a mãe está emocionalmente estremecido, o irmão, seu porto seguro, encontra-se mergulhado em problemas e, não tendo com quem contar, Miranda é obrigada a fazer uma aliança indesejada com Ryan Boldari, um sedutor ladrão de arte.
Finalmente fica claro que o incidente no Maine não foi um mero assalto e que A Senhora Sombria guarda tantos segredos quanto a bela mulher que lhe deu o nome. Para Miranda — obrigada a confiar em si mesma e num parceiro que lhe oferece não somente algumas suspeitas inquietantes, mas também uma paixão avassaladora —, o caminho de volta para casa está repleto de traições, deslealdades e perigos que ameaçam a todos.
Estava doida para ler esse novo livro da Nora (lançado em 2010), a história é muito boa, os personagens deliciosos... mas detestei o livro...
Você pode estar se perguntando, se os personagens e a história me agradaram como eu posso ter detestado o livro??
Eu explico... a tradução feita por Maria Clara Mattos está horrível... e eu tive uma dificuldade enorme em continuar a leitura, para você ter uma idéia vou reproduzir uma parte do livro abaixo:

_ Isso - ela respondeu prontamente - é sarcasmo. Aqui é a linha do tempo da Senhora Sombria. A gente tem os relatórios, e tudo muito fresco na minha memória, bem preciso. Nesse caso, a procura dos documentos ainda andando, e a autenticação ainda não é oficial.  (pag.333)

Agora imaginem que a personagem é uma Doutora, especialista em bronzes renascentistas, fala diversos idiomas, aprecia musica clássica, rica e culta... simplesmente não combina!!
Qual a razão para traduzir o livro todo numa linguagem coloquial, quando isso nem combina com os personagens?? A Bertrand estragou o livro...
Uma boa tradução e/ou revisão é quando você simplesmente não se lembra desses profissionais ao longo da leitura... é um trabalho ingrato? Sem dúvida, mas se em qualquer livro você se perguntar quem fez esse serviço é porque ele não foi bem feito...
A minha leitura foi tão ruim que eu quase desisti, passei a maior parte do livro xingando, reclamando e agora na hora de falar minha opinião, ao invés de eu te falar sobre como a história é boa... aqui estou, reclamando e te preparando para não ficar tão decepcionada quanto eu...
Tirando isso a história realmente é muito boa (não é o melhor da autora), deixa um pouco a desejar no quesito vilão, mas isso nunca foi uma característica marcante da Nora... agora em se tratando de mocinho... esse livro possui um que é delicioso... Ryan é um ladrão de artes, e é claro que eu fiquei caidinha pelo anti-heroi...
Sem contar que o casal tem alguns momentos bem quentes... 
Enfim, o livro é muito bom, desde que você consiga separar a história da tradução... caso isso seja impossível e mesmo assim queira ler o livro, cuidado para não jogá-lo na parede, rasgar ou simplesmente desistir antes de terminar... só não vale dizer que eu não avisei!!

14 comentários:

Deixe seu comentário