Música das Sombras - Julie Garwood

Para a Princesa Gabrielle de St. Biel, a Escócia é uma terra com paisagens maravilhosas, rústicos chefes de tribos e profundos mistérios - astúcia e traições e agora, assasinatos. Enaltecida por sua extrema beleza e filha de um dos barões mais influentes da Inglaterra, Gabrielle é também a perfeita carta namanga para um rei que busca a paz na região montanhosa: o Rei John concedeu a mão de Gabrielle a um chefe de tribo bom e gentil. Mas tal casamento nunca se realizará.
Durante sua última tentativa de preservar a liberdade, um súdito acontecimento altera radicalmente o futuro de Gabrielle - quando ela e seus guardas presenciam uma cena de extrema crueldade. Com uma flecha certeira, Gabrielle tira a vida de um homem, salva a vida de outro e, sem querer. Inicia um enorme conflito.

Gostei bastante desse livro e como comecei a ler sem nenhuma expectativa, me diverti um bocado... mas já vou avisando, o foco do livro não está no romance em si...
O livro tem uma carinha de contos de fada, o prólogo começa com "Era uma vez" e conta a história de um reino, de sua população e do seu rei sábio... os anos passam e Gabrielle é a herdeira desse reino (que foi integrado a Inglaterra), logo o Rei John a fim de obter paz e favores políticos negocia o casamento da princesa com um chefe de clã escocês bem mais velho, porém com bom carater...
A beleza de Gabrielle é notável e desperta o interesse de vários homens, entre eles estão dois barões que são capazes de qualquer coisa para ficar com ela...
Gabrielle é uma jovem esperta, que não se intimida facilmente, mas também  é consciente do seu papel e aceita placidamente o casamento (apesar de ele ser mais velho e não o conhecer), todavia enquanto ela viaja para Escócia acaba matando um homem e salvando outro... isso irá mudar seu destino para sempre...
Bem, a história começa a ficar mais interessante decorrido 1/3 do livro, que é quando conhecemos Colm MacHugh, irmão do homem que Gabrielle salvou e um chefe de clã extremamente temido...
Colm não me encantou logo de cara, mas foi me conquistando ao longo do livro, com seu jeito protetor e a paciência de Jó que teve com Gabrielle e seus guardas... me lembrou um pouco Dustan De Burgh, personagem principal e inesquecível de O lobo domado da escritora Deborah Simmons (ixi, esqueci de colocar o Dustan na minha lista de amores!!)...
Gabrielle possui uma guarda real, composta por 4 homens extremamente amigos e leais, eles dão um toque a mais no livro...
Enfim, recomendo a leitura, é um romance histórico divertido... mas não leiam cheios de expectativas, ok??

O livro faz parte de uma trilogia (Highlands' Lairds), mas só o último livro foi publicado no Brasil, os demais são:

- The Secret - ainda não publicado no Brasil
- Ransom - ainda não publicado no Brasil
- Música das Sombras - Shadow Music 

Também não posso deixar de falar sobre a capa que, apesar de tudo é linda, a Lilian comentou em seu blog o plágio do vestido da capa com o vestido da Bela (de A Bela e a Fera), igualzinho né?? Mas o problema é que o vestido não tem nada haver com a época... bem, se lerem o post da Lilian  entenderam melhor...

14 comentários:

Deixe seu comentário