Eu sou o número 4 - Pittacus Lore

No começo éramos nove. Partimos ainda pequenos, quase jovens demais para lembrar.
Levei um ano para chegar aqui. Eu tinha cinco anos quando chegamos. A idéia era assimilarmos à cultura local antes de retornar a Lorien, quando fosse novamente possível haver vida por lá. Tivemos de nos separar e seguir caminhos distintos. Por quanto tempo, ninguém sabia. Ainda não sabemos. Nenhum deles sabe onde estou, e eu não sei onde eles estão ou que aparência têm agora. É assim que nos protegemos, com o encantamento lançado quando partimos, um feitiço que garante que só podemos ser mortos na ordem de nossos números, desde que nos mantenhamos separados. Se nos juntarmos, o encantamento se desfaz.
Quando um de nós é encontrado e morto, uma cicatriz circular contorna o tornozelo direito daqueles que ainda sobrevivem.
A primeira cicatriz surgiu quando eu tinha nove anos.
A segunda cicatriz apareceu quando eu tinha doze anos.
A terceira cicatriz surgiu há uma hora.
No início éramos um grupo de nove.
Três se foram, morreram.
Agora restam seis.
Eles estão nos caçando e não vão parar enquanto não matarem todos.
Eu sou o Número Quatro.
Sei que sou o próximo.
Eu sou o Número Quatro é o primeiro volume da série Os Legados de Lorien, idealizada por James Frey, autor do polêmico Um milhão de pedacinhos, e escrita em coautoria com Jonie Hughes sob o pseudônimo de Pittacus Lore, o ancião de Lorien a quem foi confiada a história dos Nove.
Não sei se vocês já ouviram falar em James Frey, mas no exterior o seu nome tem estado constantemente ligado a escândalos, o principal foi quando seu primeiro livro (A Million Little Pieces) foi lançado, o problema é que o livro narra a história de um viciado e foi classificado como auto-biográfico... o autor fez enorme sucesso, apareceu na TV e tudo o mais... só que depois descobriram que ele havia embelezado algumas passagens, dado vazão a criatividade... enfim, a história de vida do autor não era aquela... até aí tudo bem, mas como voltar atrás nas declarações feitas?? Essa história rendeu muito pano pra manga e até hoje há quem fale mal do carater do autor por esse e outros motivos... 
Bem, por tudo isso eu estava curiosa para ler um livro do autor (ah, eu não sou de ferro, também curto algumas fofocas)...
Não vou me estender sobre o livro, até porque há dezenas de resenhas com críticas e elogios por aí a fora... o que posso dizer é que eu gostei, o fato do livro ser narrado por um menino me agradou bastante (estou cansada dos mimimis das meninas), mas Quatro ou John, como você preferir, é um adolescente como qualquer outro que tem de passar pelas durezas da adolescência e ainda carregar um enorme fardo, ser um dos poucos sobreviventes do seu planeta...
Em alguns momentos achei Quatro inseguro, rebelde e até tive vontade de chacoalhá-lo, mas depois ponderei e poxa, o menino só tem 15 anos... é corajoso demais pra idade, se fosse eu, teria me escondido debaixo da cama e aguardado quietinha a volta pra Lorien... =P
O começo é meio parado, mas do meio em diante o negócio pega fogo e tem uma boa ação... o foco não é o romance e sim uma introdução ao que esperar dos próximos livros... creio que o próximo será muito melhor porque a "Seis" aparece no finalzinho e parece ser bem mais ativa e esperta...
"Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes com os quais vocês só podem sonhar. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes, mas somos reais".
Deixo abaixo o trailer do filme que já está nos cinemas...



A série Os Legados de Lorien (The Lorien Legacies) é composta por:
- Eu sou o número quatro (I am number four)
- The power of six - Em pré-venda na Amazon e sem data para o publicação em português.

7 comentários:

  1. OI Dé!
    Eu gostei muito do livro. To doidinha para assistir ao filme tbm. rsrs
    ótima resenha
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Gostei da sua resenha e também acabei de postar a minha lá no blog (dá uma olhada também? hehe). Também vi o filme e gostei bastante, apesar de ser uma adaptação e terem alterado algumas coisas. =/
    Sobre o próximo livro, já saiu a sinopse e me deixou ainda mais curiosa para o lançamento. =D

    Bjusss
    http://viciadospelaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Ei Dé,

    Eu adorei o livro, não sabia desta polêmica toda com o autor não, deve ser por isso que escolheu o pseudônimo rsrs.

    Agora o filme já vi falarem que é tão mais fraco que já sei que vou passar raiva, mas quero ver mesmo assim rs.

    bjo

    ResponderExcluir
  4. ei Deh,
    achei o livro bem legal, gostei bastante da história, tem ação e eu adoro. ^^
    Já não gostei muito do filme, rsrsrs.

    beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Dé!!!
    Estou doida para ler esse livro. Mas como assim a Seis aparece no final? Onde está o Cinco?? kk
    Fiquei CURIOSA demais.
    beijos

    ResponderExcluir
  6. Primeiramente, adorei conhecer seu blog. Achei ele lindo. Mas pudera, arte da emporium ne?!

    MAs seguindo, sua resenha e otima e estou com o livro em maos, mas com tantos outro tb por le.

    E dificil eu gostar de um livro futurista, mas esse parece ser muito bom.

    Beijinhos,

    Lilia Reis
    Leituras & Fofuras

    ResponderExcluir
  7. Amiga, eu gostei muito do livro mas meu filho amou. Ele devorou o livro em 2 dias e ainda me fez levá-lo no cinema na estréia rsrsrs
    Aqui em casa os meninos só falam do 4 e querem desde já, ler a sequência.

    Um protagonista masculino é legal né ?! Curti

    Bjss

    ResponderExcluir