A rosa de inverno - Patricia Cabot

Edward Rawlings faria qualquer coisa para não assumir o título de duque e ter de passar seus dias cumprindo as obrigações burocráticas do cargo. Por isso, não pensa duas vezes antes de viajar para Escócia e encontrar a única pessoa que poderia substituí-lo: O sobrinho Jeremy, o menino de dez anos que era o verdadeiro herdeiro do título. Órfão, o pequeno Jeremy vive num casebre com a tia Pegeen, uma mulher com opiniões demais para a época. Ela não quer que Jeremy cresça mimado e rodeado de riqueza. Mas sabe que Edward pode oferecer ao menino oportunidades de que ela jamais seria capaz — e aceita mudar-se para a propriedade dos Rawlings, na Inglaterra. Acostumado a conseguir qualquer mulher, Lord Edward enlouquece com a sensualidade e os olhos verdes de Pegeen, que estava longe de ser a tia solteirona que ela havia imaginado. Mas Pegeen não está disposta a fazer mais concessões. No entanto, ao chegar à mansão, ela logo percebe o risco que corre. Sempre movida pela razão, Pegeen sente que dessa vez seu coração está tomando as rédeas. Ela pode resistir ao dinheiro e ao status, mas conseguirá resistir a Edward?
A capa desse livro é uma das minhas preferidas, acho linda, delicada e as cores saltam aos olhos... e para quem ainda não sabe, o livro é escrito pela Meg Cabot usando o pseudônimo de Patricia Cabot...
Esse livro é um daqueles romances históricos àgua com açucar, cheio de clichês, adoráveis e que deixa qualquer leitora suspirando no final...
Meg Cabot dispensa apresentações, né?? Então vou me ater somente ao livro, mas já vou avisando... quem ainda não leu, está perdendo...
A sinopse acima está bem completa, Edward poderia reinvindicar o título de duque após a morte do pai, mas é um completo libertino que só quer curtir a vida... e para ficar livre de qualquer obrigação, necessita encontrar o filho do seu irmão... o verdadeiro herdeiro do título...
O problema é que após encontrar o garoto, fica sabendo que ele é criado por uma tia e que se recusa a se mudar sem ela... já que não resta alternativa, Edward decide ir pessoalmente convencer a tia velha e rabugenta...
Só não esperava encontrar uma moça bonita, nova e com idéias das mais revolucionárias, na verdade uma moça que despreza a nobreza... convencê-la não é fácil, mas mais difícil que isso será dominar o sentimento que começa a brotar no coração de Edward...
Jeremy, o jovem duque, é um espetáculo à parte... o garoto vive se metendo em confusões, é briguento e se mete em tudo... adora a tia e se apega ao tio Edward de uma maneira muito bonita...
Edward é um libertino, é amante de uma mulher casada que frequenta sua casa na maior naturalidade, totalmente despreocupado... mas começa a mudar quando conhece Pegeen... quem resiste a um cafajeste regenerado??
Como há quem não goste, já aviso... O livro é recheado de cenas picantes (que eu amo)... também tem muito humor, romance e um misteriozinho para abrilhantar...
Gostei bastante...

Há uma continuação da história onde o protagonista é Jeremy, foi lançada em 1999 e até agora não foi publicada no Brasil, uma pena e uma falta de consideração conosco...
O livro se chama "Portrait of My Heart" e é possível encontrá-lo em vários sites como "Retrato do meu coração".

6 comentários:

Deixe seu comentário