Lonely Hearts Club - Elizabeth Eulberg

Penny Lane Bloom cansou de tentar, cansou de ser magoada e decidiu: homens são o inimigo. Exceto, claro, os únicos quatro caras que nunca decepcionam uma garota — John, Paul, George e Ringo. E foi justamente nos Beatles que ela encontrou uma resposta à altura de sua indignação: Penny é fundadora e única afiliada do Lonely Hearts Club — o lugar certo para uma mulher que não precisa de namorados idiotas para ser feliz. Lá, ela sempre estará em primeiro lugar, e eles não são nem um pouco bem-vindos. O clube, é claro, vira o centro das atenções na escola McKinley. Penny, ao que tudo indica, não é a única aluna farta de ver as amigas mudarem completamente (quase sempre, para pior) só para agradar aos namorados, e de constatar que eles, na verdade, não estão nem aí. Agora, todas querem fazer parte do Lonely Hearts Club, e Penny é idolatrada por dezenas de meninas que não querem enxergar um namorado nem a quilômetros de distância. Jamais. Seja quem for. Mas será, realmente, que nenhum carinha vale a pena?
Levante a mão quem nunca foi magoada por um garoto... quem nunca sofreu por causa de um garoto... quem nunca teve uma amiga que mudou completamente por causa de um garoto... quem não deixou as amigas de lado por causa de um garoto...
Se você conseguiu ficar com a mão levantada depois dessas quatro perguntas, meus parabéns... você faz parte de uma minoria... ou melhor, você é raríssima...
Eu queria ler esse livro há muito tempo, e ganhei de presente da minha amiga secreta... (ai, que coisa... ainda não posso falar quem é... humf)
O livro é tudo o que eu esperava, uma história adolescente, divertida, levemente romântica e que mostra o verdadeiro valor da amizade...
Penny Lane (eu coloquei esse nome em uma chinchila que eu tive), é uma garota que foi muito magoada pelo garoto que gostava... Ela conhecia Nate da vida toda, passavam todas as férias juntos e até compreendia o porquê dele não querer assumir o namoro na frente dos pais... isso até ele pegá-lo com outra garota em uma situação comprometedora... e ainda por cima, no porão da casa dela...
Triste e magoada, ela encontra consolo nos únicos garotos que nunca a magoaram... John, Paul, George e Ringo... Os Beatles...
Penny tinha tudo para detestar o grupo de Liverpool, pois seus pais são fanáticos pela banda, mas ao invés disso, cresceu amando a banda... e nesse momento de sofrimento, decide criar um clube... Lonely Hearts Club (Clube dos corações solitários).
Mais a coisa começa a ficar divertida, quando outras garotas ficam sabendo do clube e querer fazer parte... começa aí uma bonita história de amizade, apoio mútuo e superação...
Mas será que todos os garotos são realmente iguais??
O foco aqui não é o romance, apesar de ter um rapazinho fofo que é capaz de roubar o coração da Penny (e o nosso também), mas ele acontece de forma bem descontraida...
Eu preciso parar de ler esses YA Books, não é certo eu ficar me apaixonando por rapazes que são 10 anos mais jovens...rss
Ryan é uma graça, ele e Penny sempre foram amigos... mas ela não entende muito bem porque tem ficado cada vez mais ansiosa pelos poucos minutos que eles passam juntos na escola... e começa a se questionar se os rapazes são realmente "o inimigo"...
Sem dúvida é um livro que toda adolescente deveria ler... ah, e como eu queria ter tido um clube como esse... teria sido bem mais fácil passar pela adolescência e pelos garotos com um grupo assim de amigas...
Bem, agora querem uma má notícia?? No futuro a única coisa que muda é que os garotos viram homens... =(

12 comentários:

Deixe seu comentário