Confie em mim - Harlan Coben

Preocupados com o comportamento cada vez mais distante de seu filho Adam - principalmente depois do suicídio de seu melhor amigo, Spencer Hill -, o Dr. Mike Baye e sua esposa, Tia, decidem instalar um programa de monitoração no computador do garoto. Os primeiros relatórios não revelam nada importante. Porém, quando eles já começavam a se sentir mais tranqüilos, uma estranha mensagem muda completamente o rumo dos acontecimentos:
"Fica de bico calado que a gente se safa."
Perto dali, a mãe de Spencer, Betsy, encontra uma foto que levanta suspeitas sobre as circunstâncias da morte de seu filho. Ao contrário do que todos pensavam, ele não estava sozinho naquela noite fatídica. Teria sido mesmo suicídio?
Para tornar o caso ainda mais estranho, Adam combina ir a um jogo com o pai, mas desaparece misteriosamente. Acreditando que o garoto está correndo grande perigo, Mike não medirá esforços para encontrá-lo. Quando duas mulheres são assassinadas, uma série de acontecimentos faz com que a vida de todas essas pessoas se cruzem de forma trágica, violenta e inesperada.
Esse é o primeiro livro que leio do autor, já tinha ouvido excelentes opiniões à respeito e fiquei intrigada, mas nunca tinha pique pra começar a ler... até que fiquei de saco cheio de romances e decidi variar um tiquinho...
O livro é realmente intrigante, há várias histórias paralelas e a gente fica quebrando a cabeça para desvendá-las e descobrir como elas estão ligadas...
A história principal é a de Adam, um adolescente que a pouco perdeu o melhor amigo Spencer... Spencer se suicidou a poucos meses e desde então Adam tem agido de forma diferente... seus pais, Mike e Tia estão preocupados e passam a vigiar todas as ações "online" do filho, quando se deparam com uma conversa estranha, passam a questionar se o filho teve algo haver com o suicídio do amigo...
O bacana nesse livro é que o autor explora os conflitos existentes nas casas vizinhas, mostrando claramente que as vezes temos a impressão que a grama do vizinho é mais verde, mas que nem tudo é o que parece ser...
Temos o caso de Susan que luta contra a terrível doença do seu filho, enquanto outra vizinha tenta superar o suicídio de seu filho adolescente, já o outro vizinho pensa em mudar de bairro após a filha ter sido humilhada por um professor e ter virado a piada da escola...
Paralelamente a tudo isso, temos um assassino cruel e frio que tem raptado suas vítimas e tentado de todas as formas despistar a polícia... aparentemente as vítimas possuem algo em comum e é aí que entra a brilhante chefe de investigações Loren Muse e o promotor Copeland.
Eu quis um livro policial para me livrar dos romances, mas acabei apaixonada pelo promotor Cope... ele só tem umas poucas passagens no livro, mas elas são brilhantes, uma peninha... ai, como eu sou volúvel!! Uma verdadeira "piriguete" literária!!
Adorei o livro, nunca poderia imaginar o desfecho, foi surpreendente e justamente o que eu estava precisando...
Pronto, agora já estou curada e pronta pra outro romance...

4 comentários:

  1. Ei Dé,

    Ah eu amo o Coben e adorei este livro. Gostei de todos que eu li dele na verdade, mas este eu boiei totalmente do que iria acontecer no final rs.

    bjos

    ResponderExcluir
  2. Oi Dé!
    Eu adoro Harlan Coben! Os livros são objetivos e sempre me surpreendo no final. rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. "Piriguete literária", hahaha... fala sério, menina! :P

    Eu tenho vontade de ler esse livro. Deve ser bom, já vi mtos elogios! :)

    Bjsss

    ResponderExcluir
  4. Que legal! Me interessei. Lembro de uma vez que li um livro policial, acho que há uns 2 anos atrás, ele era muuuuito bom mesmo. Me prendeu completamente e a história era super intrigante mas sabe de uma coisa, eu não faço ideia do título do livro, nem do autor. Uma pena. :\

    ResponderExcluir