História de um grande amor - Julia Quinn


Dia 2 de março de 1810: 
Hoje, eu me apaixonei…

Aos dez anos de idade, Miranda Cheever não dava sinais de que fosse se transformar numa bela mulher. E mesmo com tão pouca idade, ela aprendeu a não alimentar expectativas de encontrar um grande amor… até aquela tarde em que Nigel Bevelstoke, o charmoso e atraente visconde Turner, beijou sua mão e disse que um dia ela cresceria e seria uma jovem linda e cativante, tanto quanto era simpática e inteligente. E foi nesse dia que Miranda soube que amaria aquele homem para sempre… 

Esse é outro daqueles livros de banca que valem a pena serem lidos, uma história linda de amor, sem confusões ou intrigas... mas com um romance apaixonante, daqueles que fazem a gente suspirar...

Miranda sempre frequentou Haverbreak, pois era ali que moravam seus melhores amigos... Olívia e Winston, filhos do conde e da condessa de Rudland e foi justamente no décimo primeiro aniversário dos gêmeos que ela se apaixonou pelo irmão mais velho dos dois... Nigel na época tinha dezenove anos...

O prólogo desse livro é lindo, narra como uma garota desajeitada e inteligente se apaixona por um lindo jovem, o primeiro a ser gentil com Miranda e ela nunca o esquece...

Os anos se passam... Miranda e Olívia continuam melhores amigas e é assim que Miranda acompanha a distância todos os desbobramentos da vida de Nigel... Viu ele se casar, se tornar infeliz nesse casamento, viu ele se tornar uma pessoa rude e fria... e posteriormente viu o enterro de sua primeira esposa...
E é aí que o livro propriamente dito começa, no enterro da primeira esposa de Nigel... ele mudou muito do jovem que Miranda conheceu há 10 anos atrás, sua esposa causou muitos escândalos e teve diversos casos... por tudo isso a única coisa que ele sentiu em sua morte foi alívio...

A história é muito bonita e aos poucos o que era um amor platônico de adolescente vai se transformando em amor... mas Nigel reluta por todo o livro em assumir qualquer sentimento por Miranda, apesar de qualquer cego ver que ele a ama... e acho que isso é que torna tudo tão bonito... primeiro Nigel passa a enxergar Miranda como uma mulher, e não como a garota amiga da irmã... depois começa uma bonita amizade entre eles... ele começa a achá-la bonita... bem, depois acontece dele começar a desejá-la...

Ah, o livro tem cenas bem hots... um prato cheio para quem gosta de livros assim...

Outra coisa que eu gostei bastante é que o livro não tem nenhum vilão, nem nada que atrapalhe o casal... tanto que chegou na metade do livro, a história estava tão avançada que eu fiquei me perguntando o que iria acontecer para separar o casal... mas nada acontece, a história simplesmente se aprofunda mais...
Recomendo imensamente, é um daqueles livros que todo leitor de romances precisa ler...

4 comentários:

  1. Ah meu deus!
    Já tive de relance esse livro na mão e não li!

    Agora para encontrar vai ser osso!

    ResponderExcluir
  2. Oi Dé!!!!
    Adoro livros assim!!! O amor por si só construindo a historia!!
    Já estou em busca, espero encontrar fácil, pois alguns livros de banca são impossíveis de de achar.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Tem selinho pra vc no Mistério das letras :-D
    Bj, Aris.
    http://arismeire.blogspot.com/2011/12/selinho-de-natal.html

    ResponderExcluir
  4. Amo Julia Quinn! Já li diversos romances dela, todos lindos, leves e apaixonantes. Ela mistura um romântismo tão cativante, com um humor tão gostoso de ler, que a leitura flui maravilhosa! E sem deixar de ser hot... E acabo os livros suspirando e morrendo de saudade dos personagens!
    Adorei essa de Miranda! Linda demais!

    Bjuss

    ResponderExcluir