O Lobo e a Pomba - Kathleen E. Woodiwiss


Na Inglaterra, no tempo dos druidas, houve certa vez um guerreiro de grande coragem que desafiou e venceu os deuses em combate, como punição, foi transformado em lobo de ferro.
Segundo a lenda, nos momentos em que a guerra assola a Terra, o lobo volta à vida na forma de um guerreiro ousado, invencível e imortal. Como agora, quando normandos e saxãos entram em conflito em Darkenwald e a vida da bela Aislinn depende da concretização da profecia.
Filha de um nobre assassinado pelos invasores, Aislinn é a sofrida heroína de o Lobo e a Pomba.

O livro começa com a invasão de Darkenwald, o senhor das terras é assassinado e os sobreviventes são transformados em escravos, inclusive sua mulher e sua filha Aislinn.

Já havia lido que a autora escreve livros que causam fortes emoções e não tem muito receio em fazer suas mocinhas "comerem o pão que o diabo amassou", mas até eu ler não imaginava o quanto fosse ficar revoltada...

Aislinn é linda, corajosa e bastante independente... quando sua terra é invadida vira logo alvo de cobiça entre os homens... seus desejos não importam mais e ela é violentada...

Isso me chocou e eu fiquei um bom tempo falando comigo mesma:"Não acredito", "Isso não está certo", "Não pode acontecer, ela é a mocinha!!"... mas apesar dos meus protestos o livro se desenrolou da mesma forma... 

Além da nossa mocinha, várias mulheres também foram violentadas... os escravos eram tratados da maneira mais humilhante, mas tudo isso faz parte do contexto histórico, pois era assim que os povos conquistados eram tratados, o que incomoda é que não estamos acostumados...

Quando Wulfgar chega para assumir o papel de senhor de Darkenwald, logo exige que Aislinn seja sua, apesar de ser o novo senhor das terras, ele não impõe respeito pela força mas aos poucos vai demonstrando ser um homem justo...

Confesso que não fui com a cara do Wulfgar logo de cara, na verdade detestei ele e todos os outros normandos com todas as minhas forças... ele é muito turrão e mesmo quando se vê apaixonado demora muito a se dar conta... e a Aislinn tem uma paciência de Jó e sabe como ninguém manobrar o lobo... ela sem dúvida é um exemplo a ser seguido (risos)... mas no decorrer do livro até que ele me conquistou...

Eu particularmente, não gosto muito de livros medievais... tenho nojo dos animais criados dentro das casas, nojo da falta de saneamento, de cada um ter que usar sua própria faca e comer com as mãos, nojo da falta de higiene... e esse livro mostra bem como era a vida na época... mas desse eu gostei muito, pois a autora mostra tudo isso sem grande estardalhaço...

Apesar dos pesares, o livro é um romance muito bonito e até dá dó de vê-lo publicado nessa versão de bolso... não gostei muito da capa, o vestido não condiz com a época... tirando isso vale muito a pena ser lido, fora que é bem mais barato do que o preço que estamos acostumados...

Estou curtindo muito essas republicações da BestBolso, li em algum lugar que logo será republicado "Agora e Sempre" da Judith McNaught e eu não vejo a hora...

10 comentários:

Deixe seu comentário