Um Ano Inesquecível - Ronald Anthony

Resenha da Mikaela

Existem livros que vão ter uma história que cativa, outros que vão ter personagens cativantes e outros que não têm especificamente nem um nem outro, mas possuem algo interessante. Um Ano Inesquecível, de Ronald Anthony, publicado pela Novo Conceito, é assim...
Você acredita que o amor pode durar para sempre? Jesse Sienna não. O casamento de seus próprios pais era respeitável mas sem paixão; e sua própria história romântica indica que o amor queima ardentemente antes de desaparecer por completo. Então, quando seu pai, Mickey, muda-se para sua casa e parece não compreender o relacionamento superficial de Jesse com sua atual namorada, mas Jesse não lhe dá atenção.

É apenas um exemplo do quão diferente eles são e fica mais evidente que ele e seu pai nunca terão uma ligação mais profunda. Mas a verdade é que Mickey Sienna conhece mais sobre amor do que a maioria das pessoas conseguem aprender na vida toda. Há mais de cinquenta anos, ele encontrou o amor mais verdadeiro que a vida pode oferecer. Ele sabe das infinitas recompensas de investir seu coração e sua alma em alguém... E conhece o prejuízo devastador de deixar esse alguém perfeito escapar.Quando Mickey percebe que Jesse não está dando valor a uma mulher extraordinária, decide que é hora de contar a história que nunca contou para nenhum de seus filhos a Jesse. Durante os meses seguintes, Mickey mostra seus momentos mais particulares e felizes para seu filho... e muda a percepção de Jesse em relação ao amor e as possibilidades de um relacionamento duradouro para sempre.
Jesse é filho caçula e todos os seus irmãos são bem mais velhos e bem-sucedidos. Ele é jornalista freelancer e sempre foi acostumado a não ter toda a atenção do pai, Mickey. Jesse também teve uma série de namoros malsucedidos e perdeu de vez a fé que o amor pode durar. Mickey é idoso, acaba de perder a esposa e, após um "incidente" na cozinha, é convidado pelo caçula a morar com ele... Era isso ou um asilo (os filhos mais velhos de Mickey não tinham tempo para ele).

E lá, Mickey vê como Jesse é com a "namorada", Marina. Aliás, Jesse tem uma fobia de compromisso e não admite pra si que tem um relacionamento sério com Marina, embora claramente a ame e passe todo o tempo livre com ela. Mickey fica exasperado com esse jeito "moderno" de ver as coisas e percebe que o filho precisa aprender que o amor existe e pode durar, sim. É então que ele desenterra a história de seu grande amor, Gina.

Falando primeiro de design, a capa e contracapa contam mesmo a história do livro, embora a diagramação não seja lá tão atraente, mas pelo menos é concisa e não atrapalha...

Um Ano Inesquecível tem histórias de amor, sim, mas não são daquelas fantásticas e açucaradas. O que chama a atenção são os personagens, a vida para eles. Não há vilões e nem mocinhos propriamente ditos. Apenas pessoas com suas vidas. E podem ser vidas frias e endinheiradas como a  da primogênita Denise, uma vida horrível e trágica como a da tia Theresa, uma vida superficial como a de Jesse e uma vida cheia de cicatrizes, mas com a certeza do amor, como a de Mickey.

Acho que Ronald Anthony lembra um pouco Nicholas Sparks, mas sua vocação é falar de pessoas mesmo, sem precisar de um fundo um tanto clichê pra isso. Apesar de o enredo já parecer um pouco de filme, o diferencial reside nos personagens. O teimoso Jesse, que se recusa a acreditar que o amor pode durar, a doce Marina, que aguenta todas as besteiras do Jesse, o singular Mickey, com seu bom humor e jeito ranzinza ao mesmo tempo. Acho que se você for ler à procura de uma história de amor belíssima e de encher os olhos de lágrimas... Não diria que você não encontra uma história bonita, nem que seus olhos não vão encher de lágrimas, mas procure as relações em si, a de pai e filho, irmãos, namorado e namorada.

Talvez o próprio autor, embora bom que faz, esteja um tanto inseguro em se desprender um pouco do clichê, mas vamos ver como serão os próximos livros...

Fiquem atentos que amanhã começa o sorteio do kit desse livro, e já sabem, comentários valem pontos extras...

Photobucket

0 comentários:

Deixe seu comentário