[Sessão Pipoca] Os Miseráveis


Sábado fui assistir a mais nova adaptação de Os Miseráveis para a telona e só agora que voltei de férias é que consegui contar para vocês a experiência.

Primeiro, vale ressaltar que se trata de um musical, logo, todos as falas são cantadas e há poucas palavras faladas no filme todo... sei que para alguns essa informação é óbvia e desnecessária, mas vi muita gente indo embora no meio do filme e houve até quem reclamasse no final porque eles só cantaram... Dãnhhh, oque eles queriam?? É um musical!!!

Bem, eu estava em São Paulo e assisti no Shopping Anália Franco... são poucos os cinemas que estão exibindo o filme na cidade, por isso vale dar uma pesquisada antes... no que fomos eu adorei, na verdade creio que foi a melhor sala de cinema que fui na vida, é a sala 01, com uma preparação de som especial e inclusive eles transmitem uma vez por mês a ópera que está sendo apresentada no MET, em Nova Iorque, direto na tela, com legenda e em HD... fiquei doida de vontade de assistir, pena que as datas não coincidiam com a minha viagem...

Enfim, voltando ao filme... eu nem tenho palavras para expressar o quanto gostei, não gostei é pouco, eu amei cada momento... morri de chorar em muitas cenas do filme e me emocionei o tempo todo...

O filme é baseado em uma obra clássica de Victor Hugo e conta a história de Jean Valjean (Hugh Jackman), um homem que cumpriu 19 anos de prisão, fazendo trabalhos forçados por ter roubado um pão para dar de comer ao filho da irmã... quando ele é solto em liberdade condicional, é tratado com um bicho e quando um padre lhe estende a mão ele decide se transformar em outro homem, os anos passam, Jean se torna Prefeito em Paris e seu passado está esquecido até que Javert (Russell Crowe), um dos homens que o manteve preso, se apresenta como novo capitão da guarda de Paris e desconfia que o Prefeito é o fugitivo Jean Valjean. 
Jean também se sentirá responsável pelos acontecimentos na vida da pobre Fantine (Anne Hathaway) e no leito de morte dela ele jura que se responsabilizará por sua filha pequena Cosette (Amanda Seyfried), e a cria como sua filha enquanto passa a fugir constantemente de Javert.

A história é linda, emocionante, e os atores conseguem passar toda a emoção de suas interpretações, quando eles sofrem e choram, a gente chora junto...

Um dos filmes mais marcantes da minha vida e com certeza quero ler o original...

Só posso recomendar a todos que gostam de musicais e para aqueles que torcem o nariz, eu recomendo que também assistam de mente aberta, porque é impossível não se apaixonar...

Estou torcendo para que passe nos cinemas daqui, para que eu possa assistir de novo!! Esse vou comprar assim que sair em Blu ray para ter sempre na minha coleção!!

Photobucket

0 comentários:

Deixe seu comentário