Simplesmente Ana - Marina Carvalho

Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha… Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex. Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro. A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam. Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.
Resenha da Mikaela

Então, pela sinopse do Skoob, deu pra perceber que Simplesmente Ana, de Marina Carvalho, publicado pela Novo Conceito, é um livro que lembra muito os chick-lits tão queridos de tantos leitores. Precisamente, parece com O Diário da Princesa, de Meg Cabot, e a autora não esconde isso. Até no comecinho, dá a entender que Ana está mencionando o livro norte-americano...

Mas as semelhanças não vão tão além. Sem aulas de etiqueta ou colegas chatas da escola (a protagonista é estudante de Direito em Minas Gerais), Ana vive um paraíso na linda Krósvia, comprando tudo o que o cartão de um rei pode pagar, com uma biblioteca à sua disposição... Só que tem o Alex. Lindo e arrogante, o enteado do rei inferniza a vida dela, mas é claro, ele acaba se apaixonando pela princesa, como num filme. Só que é meio complicado os dois ficarem juntos...

Simplesmente Ana é a melhor publicação brasileira da Novo Conceito que já li. Claro que num romance iniciante não se pode exigir perfeição. A história de Ana com o pai, por exemplo, foi resolvida de forma rápida e sem aprofundar muito. E a protagonista também passa boa parte do livro xingando em pensamento um ou outro personagem, o que dá o tom cômico, mas às vezes exagera.

Ana é uma personagem legal, sem os melindres da Mia Thermopolis (Tá, última menção ao Diário da Princesa, prometo), um pouco teimosa, parecendo uma pessoa bem real, que podia ser uma amiga sua. 

Alex, o mocinho da história, tem diplomacia, educação, ousadia, beleza e responsabilidade. E, louco pela protagonista, ganha um lugar fácil no coração de quem lê. Mas na verdade, apesar de ele ter todos os seus atributos ressaltados em cada capítulo, acho que ele demora um pouco para tomar uma atitude. Mas o final compensa tudo e brinda o leitor com um livro bastante satisfatório.

Com tudo isso, Simplesmente Ana é cativante, tem uma história legal e personagens fáceis de se apegar. Sem contar que Marina Carvalho desenvolveu muito bem Krósvia - as paisagens das praias, das ruas floridas... Além disso, ao contrário de muitos autores, ela usou nomes brasileiros, exceto a dos personagens estrangeiros, claro. E tudo é cheio de brasilidade: as comidas de Minas, a feijoada, as bandas pop daqui...

Acho que a Novo Conceito acertou em cheio em trazer um livro como esse para seu acervo nacional. É bom saber que esse tipo de livro, tão bom de ler com autoras como Sophie Kinsella e Meg Cabot, pode ser encontrado aqui. Ah, e a capa faz a diferença: é muito bonita!

Fiquem atentos porque amanhã começará o sorteio de mais esse livro...

Onde Comprar:
- Buscapé de R$ 15,04 a 29,90
- Livraria da Travessa (E-book)  R$ 9,90
- FNAC R$ 14,90
Photobucket

1 comentários:

  1. Livro realmente delicioso de ser ler, daqueles de vc não conseguir largar enquanto não termina. E essa tal de Krósvia, hein? Que vontade de ir lá e assistir o show do Bon Jovi junto com a Ana. Romance leve, gostoso, que dá vontade de estar no lugar da protagonista.

    Parabéns pela resenha e pelo blog!

    adriana medeiros

    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir