Sangue na Neve - Lisa Gardner

A policial Tessa Leoni matou seu marido, Brian Darby, em legítima defesa. A arma do crime está à vista de todos e os hematomas no corpo de Tessa confirmam a ocorrência. A policial também não fez questão de fugir, ou de arrumar qualquer justificativa para explicar aquele corpo estendido no chão da cozinha, portanto, aparentemente, o que a investigadora D.D.Warren tem à sua frente é o desfecho de uma briga doméstica. Um caso simples. No entanto, ao abrir o inquérito, D. D. terá uma surpresa: este não é o primeiro homicídio de Tessa Leoni e — afinal — onde está a filhinha de seis anos da policial? Será que a policial Leoni realmente atirou em seu marido para matá-lo? Uma mãe seria capaz de prejudicar intencionalmente sua filha? D. D. Warren, a experiente detetive que acredita que desvendar um caso é como mergulhar na vida do criminoso, enfrentará mais uma investigação que a levará a uma busca frenética por uma criança desaparecida enquanto tenta encaixar as peças de um mistério familiar que a levará a quebrar os muros do corporativismo policial.
Considero um livro policial muito bom quando eu não consigo descobrir o final, quando o autor me surpreende e eu fico pensando: "Nossa, que bem bolado!"...

E a Lisa Gardner já se tornou minha autora preferida de livros policiais justamente por conseguir esse feito... e olha que não é fácil, depois da gente ler trocentos livros, nem sempre um livro me surpreende, e isso acaba com metade da graça da leitura...

Esse é o segundo livro que leio da autora, o primeiro "Viva para contar" me deixou em muitos momentos de cabelo em pé... e nesse ela conseguiu me assustar ainda mais... a mulher é muito boa...

Os livros estão sendo publicados pela Novo Conceito a partir do 4 livro da série da Sargento D.D. Warren, mas não tive nenhuma dificuldade em acompanhar a leitura pois a Sargento na verdade é uma coadjuvante em todos os livros... a história se foca na investigação e para quem curte seriados policiais e criminalistas essa série é um prato cheio...

Claro que eu gostaria de ler os primeiros, pois em cada livro um pouco da vida da Sargento é contada, e eu a adoro... ela é linha dura, uma das poucas mulheres do departamento e comanda equipes com um fôlego inacreditável...

Bem, a história desse livro se foca no caso de Tessa Leoni, uma policial que supostamente matou o marido em legítima defesa... e provavelmente também assassinou a filha de apenas 6 anos que se encontra desaparecida...

Tessa é uma mulher fria, capaz de qualquer coisa pela filha... eu não tenho filhos, então creio que não tenho como mensurar um amor capaz de tornar uma pessoa tão racional, tão calculista... mas sem dúvida Tessa é um gênio...

Apesar de todas as provas ao contrário, ela afirma que a filha está viva e foi sequestrada, como ninguém é capaz de acreditar, fica claro que ela precisará escapar da polícia e procurar por conta própria a pessoa que sequestrou sua menina...

E aí, ela vira uma verdadeira matadora, disposta a qualquer coisa para ter a filha de volta...

O livro é demais, não posso contar muito sem estragar as surpresas, mas posso afirmar que esse livro não decepciona... 

Como já tem sido costume, a parte gráfica do livro é ótima, super caprichada, a capa é totalmente condizente com a trama... só preferia o título original, que tem muito mais haver com a história...

A autora também coloca no fim alguns agradecimentos que são muito legais e valem a pena serem lidos...

Série Det. D.D. Warren:
– Alone
– Hide
– The Neighbor
– Viva para Contar (Live To Tell)
Sangue na Neve (Love You More)
– The 7th Month
– Cath Me

Photobucket

0 comentários:

Deixe seu comentário