[Sessão Pipoca] O Homem de Aço


Na trama, Clark Kent/Kal-El (Henry Cavill) é um jornalista de vinte e poucos anos que se sente alienado por poderes além da imaginação. Transportado de Krypton (um planeta alienígena avançado) para a Terra anos atrás, Clark se pergunta “Por que estou aqui?”. Moldado pelos valores de seus pais adotivos Martha (Diane Lane) e Jonathan Kent (Kevin Costner), Clark logo descobre que ter super-habilidades significa tomar decisões extremamente difíceis. E quando o mundo é atacado, Clark deve se tornar o herói conhecido como “Superman”, não só para brilhar como o último raio de esperança, mas para proteger aqueles que ama.
Eu nem ia mais escrever sobre esse filme, mas vi tanta gente elogiando que não resisti em dar o meu pitaco...

Eu sou fã do Super Homem, e adoro o personagem desde criança... mas meu fraco mesmo é pelo Clark Kent... portanto, se você também detesta as versões onde ele é retratado como um bocó, esse filme não deve te agradar..

Tá, os efeitos especiais são bons... Henry Cavill é gato... mas o Clark desse filme é muito inseguro e isso nem é ele fingindo para não levantar suspeitas pela sua identidade... é a personalidade dele mesmo!!

Não sou grande conhecedora da história do personagem, sei o básico... mas nada que sirva de referência para ninguém... mas certas coisas nesse filme me pareceram muito toscas ou forçadas demais... Tá, eu sei que é uma adaptação, mas tenho o direito de não gostar, não é mesmo??

Pelo que me lembro, esse filme é uma espécie de releitura do primeiro filme do Superman, onde o personagem precisa enfrentar outros Kryptonianos, que tem como chefe o General Zod... 

Mas aqui o Clark ainda está em busca de respostas, de sua identidade... e as coisas só pioram quando seu pai (Jonathan) morre de forma besta e o impede de salvá-lo... Clark então parte pelo mundo sem rumo, mas não consegue deixar de ajudar as pessoas que encontra em perigo, esses salvamentos chamam a atenção da jornalista Lois Lane, que descobre logo no início a identidade nada secreta do Super Homem...

Jor-El, pai do Super Homem e interpretado por Russell Crowe encontra uma forma de mesmo morto enviar ao filho uma cópia holográfica sua para ajudá-lo... essa parte é extremamente forçada!! Mas como eu gosto do Russell até perdoei!!

Bem, o Clark recebe essa nova roupa do pai, que diga-se de passagem é muito mais bonita do que qualquer outra versão... e enfrenta os Kryptonianos para salvar a Terra...

Um ponto que mudaram completamente a personalidade do Super Homem foi sem dúvida a perda da inocência... sim, porque no final ele mata o General Zod... isso pode até parecer comum hoje em dia, mas é uma grande mudança para o personagem que evita matar seus adversários, mesmo quando tem poder, condição e razão para isso...

Creio que assistir o filme vale pelos efeitos especiais... porque a história mesmo deixou muito a desejar e eu não vi ninguém saindo do cinema empolgado, como aconteceu com Homem de Ferro 3...

Acho que por gostar tanto do personagem, esse não conseguiu me conquistar... e sabem quem é o meu Super Homem perfeito?? Aquele da série Lois e Clark... lembram?? Ah, eu era apaixonada por ele!!

Ah, encontrei uma montagem da foto do Christofer Reeve sobreposta ao do Henry Cavill, e a semelhança é incrível...

Mas e vocês, o que acharam do filme??

Avaliação (0 a 5): 2,5

Photobucket

3 comentários:

  1. Oi Dé!
    Por mais que tentem, os melhores filmes do Homem de Aço ainda são do Christofer Reeve. Esse sim, foi o verdadeiro kkkk
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Oi Débora, nunca fui muito fã do Super Man, mas concordo quando diz que o personagem da série Lois e Clark é o melhor.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Eu gostei muito do filme. Para quem leu os quadrinhos é um prato cheio de referências (no filme está muita coisa publicada ao longo dos anos).Na minha opinião Clark tem muitos motivos para estar perdido, afinal, ele sabe que não é da Terra, mas além disso ele não sabe nada. Sobre ele ser bobo...bem, se alguém lembra dos filmes originais, ele até apanhava e nunca respondia (o que me dava nos nervos). Neste filme ele tem um temperamento mais forte, mostrado na cena em que ele destrói o caminhão do cara que o provocou e humilhou no bar:-)
    Sobre o General Zod, ele aparece no segundo filme com o Cristopher Reeves.
    Fui ver o filme no Imax e o pessoal saiu da sala de cinema em estado de glória, hehehe. Eu amei praticamente tudo; as ressalvas foram poucas, em comparação ao todo, mas daí vai de gosto pessoal ;-)
    Bj, Aris.

    ResponderExcluir