Destrua-me - Tahereh Mafi


Perfeito para os fãs de estilhaça-me que aguardam desesperadamente a liberação de Liberta-me, este original digital da série irá preencher a lacuna entre esses dois romances a partir da perspectiva do vilão que todos nós amamos odiar, Warner, o líder cruel do Setor 45. Em estilhaça-me de Tahereh Mafi, Juliette escapou o restabelecimento seduzindo Warner e, em seguida, colocando uma bala em seu ombro. Mas como ela vai aprender em Destrua-me, que Warner não é tão fácil de se livrar. . . De volta à base e se recuperando de seu ferimento quase fatal, a Warner fará de tudo em seu poder para manter seus soldados em cheque e suprimir qualquer menção de uma rebelião no setor. Ainda que obcecado com Juliette, como sempre, a sua primeira prioridade é encontrá-la, trazê-la de volta, e dispor de Adam e Kenji, os dois traidores que ajudaram a sua fuga. Mas quando o pai de Warner, O Comandante Supremo do restabelecimento, chega para corrigir os erros de seu filho, é claro que ele tem muito planos diferentes para Juliette. Planos esses que Warner simplesmente não pode permitir. Na sequência de Estilhaça-me e antes de sua próxima sequência, Liberta-me, Destrua-me é uma estória contada a partir da perspectiva da Warner, o líder cruel do Setor 45. 

Olá leitores, 

Se você já leu “Estilhaça-me”, que a Débora resenhou, e leu também “Liberta-me”, que eu resenhei, corra logo para ler este conto. 

Aviso logo que será curtinha por ter apenas 99 páginas, não contarei nada para não estragar a leitura de vocês.

Podem ler sem medo que não há spoiler na resenha, são apenas minhas impressões.

Aqui temos o Warner como narrador, ele conta um pouco sobre sua infância, nos fala de seus medos, nós temos um vislumbre de que por baixo de tanta arrogância e superioridade, existe um rapaz com sentimentos conflitantes e tempestuosos. 

Não recomendo a leitura deste conto antes de "Liberta-me" (apesar deste ser o conto 1.5) que o segundo livro da trilogia, o motivo é simples: aqui temos a inserção de um personagem que vai aparecer no segundo volume, e tirando por minha experiência se você gosta de surpresas que lhe deixam boquiabertos, faço o que digo e deixe para ler o conto após os livros. 

Em outras palavras: esse conto é quase um spoiler de “Liberta-me”. Algumas cenas que você ver aqui estão lá no livro. 

Mas eu espero que vocês possam ler e compreender um pouco mais sobre o Warner, seu comportamento, novas experiências. 

Eu me peguei rindo em vários momentos. Só não darei nota máxima por ter sido muito curto. 

Eu queria mais. Você já leu? Vai ler? Deixa aqui tua opinião. 

Classificação (0 a 5): 4,5 
 

Photobucket

Participe

10 comentários:

Deixe seu comentário