[Sessão Pipoca] Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos



Já faz um tempinho que assisti a adaptação do livro de Cassandra Clare para as telonas, mas antes de começar, aqui vai uma sinopse para quem não lembra ou não conhece a história:

 Clary Fray (Lily Collins, de Espelho, Espelho, Meu) é uma nova- iorquina normal, que vive com a mãe (Lena Headey, de Game of Thrones) e tem o melhor amigo, Simon, apaixonado por ela. Até ela começar a ver coisas que outras pessoas não veem. Mas para piorar tudo, sua mãe é sequestrada e na busca por ela, Clary acaba conhecendo uma Nova York com sombrios e fantástico e também os Caçadores de Sombras. Eles colocam a ordem e combatem alguns seres assustadores. Clary acha que não tem nada a ver com eles e só quer encontrar sua mãe, mas acaba descobrindo mais do que imaginava sobre seu passado... 


Primeiro, eu já não esperava muita coisa desse filme. Sabia que podia ser bom e tal, mas já esperava algo no nível de Dezesseis Luas. Não é de hoje que andam adaptando os livros de forma pouco preocupada em criar um linguagem cinematográfica própria...Mas, sabe como é, li os três primeiros livros, então fui assistir.

No geral, o filme segue muito os passos do livro, com imagens menos impressionantes, mas pelo menos você consegue identificar certa coerência ali. Agora, no final, parece que quem fez o roteiro ficou preguiça e juntou vários fatos num lugar, inventou umas coisas e pronto, achou que ficou legal. Poxa, virou uma salada só! Até então o filme estava seguindo um padrão mediano...

As locações estão muito boas, mas eu esperava ver algo mais grandioso na Cidade dos Ossos... Mas o Instituto, por exemplo, está bem do jeito que imaginei, não sei se foi assim com todo mundo.

Lily Collins interpreta bem a Clary, bem menos chatinha do que no livro. Jamie Campbell-Bower (da série Camelot e de Harry Potter e Crepúsculo) até interpreta bem o Jace, chegando a lembrar mesmo o personagem dos livros, mas o ator está terrivelmente magro nesse filme e com uma aparência até um pouco doente, o que não o torna o Jace digno de colírios do livro. Além disso, não senti uma química entre ele e a Lily, pode ter sido só impressão.


Já o resto do elenco está muito bem. Lena Headey faz uma excelente Jocelyn, embora apareça pouco, enquanto Robert Sheehan, que faz o Simon, impressiona por ser o melhor ator do elenco "adolescente", o que deve agradar as fãs dele do livro. Jonathan Rhys-Meyers (The Tudors) até tenta fazer um Valentim decente, mas acho que o personagem foi escrito de forma pouco convincente na telona, restando para o ator ser simplesmente mau (Aliás, quem poderia imaginar que o Valentim fosse assim? Nada contra o Jonathan, mas eu achei que ele fosse um pouquinho mais velho, enquanto o ator está mais para o galã do filme). 

Isabelle (Jemima West) está arrasando no filme, mais do que no livro, em que ela era mais chata. Já a sexualidade de Alec(Kevin Zegers) é apresentada logo nesse filme, de forma natural, o que é legal e maduro para quem vai assistir. Adorei o Magnus (Godfrey Gao), embora ele apareça pouco.

Então, vale a pena? Pra quem gosta dos livros, sim. Nem que seja pra ver como eles resolvem aquela questão do fim do livro sobre o Jace e a Clary ou a história de Simon...Além disso, é uma diversão tranquila, sem expectativas ou garantias de que vá ser o próximo Harry Potter (o que não será). 

Sobre o próximo filme: o filme não obteve retorno de investimento nos cinemas (O orçamento foi de 60 milhões e rendeu 37 milhões nas bilheterias), então as filmagens da continuação foram suspensas.Lily Collins e Jamie Campbell-Bower já haviam sido confirmados, mas agora não se sabe quando o filme começará a ser rodado.

Veja o trailer:




Avaliação (de 0 a 5): 3,5

Photobucket

Participe

12 comentários:

Deixe seu comentário