[Sessão Pipoca] Jogos Vorazes: Em Chamas


Após a 74ª edição dos Jogos Vorazes, Katniss Everdeen se torna o símbolo da revolução e embarca na "Turnê da Vitória" nos distritos juntamente com Peeta Mellark. No decorrer do percurso, Katniss sente que uma rebelião está em ebulição, mas o congresso continua fortemente no controle, ao mesmo tempo em que o Presidente Snow prepara a 75ª edição dos jogos, o "Massacre Quaternário" - uma competição que pode mudar Panem para sempre (Cinema em Cena)

Uma das estreias mais esperadas pelos fãs da trilogia de Suzanne Collins, Jogos Vorazes: Em Chamas (The Hunger Games: Catching Fire, 2013), com direção de Francis Lawrence (Constantine; Eu Sou a Lenda), continua os acontecimentos do primeiro filme, seguindo com bastante exatidão e competência o que acontece no livro, o que pode agradar a muitos fãs.

A primeira parte do filme mostra uma tentativa do governo de abafar um revolução. Ao sobreviver aos Jogos Vorazes junto com Peeta (Josh Hutcherson, de Ponte para Terabítia), Katniss ( Jennifer Lawrence, de O Lado Bom da Vida) é o símbolo de uma nova era para muitos que acreditam nela, embora tudo o que ela queira é viver em paz com a família e Gale (Liam Hemsworth, de A Última Música). Mas o presidente Snow( Donald Sutherland, de Orgulho e Preconceito) deixa claro que ela precisa fazer de tudo para enganar a todos que não passava de uma adolescente apaixonada e não uma revolucionária. Como ela não consegue,  ele decide mostrar o poder da Capital ao mandar todos os vencedores da competição de volta à arena, o que é a segunda parte do filme.

O filme é muito competente. Deixando claro o clima de revolta e opressão, Em Chamas consegue mostrar um filme mais adulto e sombrio, com um clima de angústia por todo o lado, evidenciando a manipulação mais descarada do reality show e a situação dos moradores dos distritos mais miseráveis, apanhando de Pacificadores por se posicionarem contra Snow. A primeira parte é mais política e intrigas,enquanto a segunda é ação pura, com a complicada arena e os competidores enigmáticos.

E a atuação de todos está muito boa. O desespero e a revolta que Jennifer Lawrence concede à Katniss, a esperteza que Woody Harrelson confere à Haymitch, a frieza e astúcia de Donald Sutherland com o presidente Snow, além da expressão muito enigmática de Philip Seymour Hoffman quando interpreta Plutarch. Muitos momentos chegam a emocionar, especialmente quando Katniss lembra dos acontecimentos do primeiro filme, além do desespero ao saber que vai voltar para a arena.

Achei a produção e até a fotografia mais interessantes que o primeiro, o que mostra que Em Chamas, além de ter conseguido representar os principais momentos do livro, amadureceu como filme também. Katniss aparece como uma das melhores heroínas da literatura e bem interpretada por Jennifer Lawrence. Com relação ao romance, não sei por que esse auê todo, já que nem o triângulo não é o foco da história, embora Peeta continue o fofo de sempre e bem mais astuto que Katniss em alguns momentos, enquanto Gale continua cabeça dura e não tenha muito destaque.



Confira também a música - tema do filme, do Coldplay, Atlas (Capaz de concorrer ao Oscar por essa música):



Avaliação (de 0 a 5): 5,0

Photobucket


2 comentários:

  1. Achei a interpretação da Jennifer Lawrence, perfeita cara! Que mulher foda. Eu amei essa adaptação acho que foi uma das mais reais, sabe? mais parecidas com o livro. E isso me fez amar pra caramba. Apesar de realmente não ser o foco do livro o triângulo amoroso, sou team Peeta. haha Ele é muito fofo! Louca já pra assistir a Esperança parte 1. ^^

    ResponderExcluir
  2. Não vou nem comentar O QUANTO AMO ESSA SÉRIE, se não vou surtar aqui! O livro é perfeito, o filme é perfeito, os atores são perfeitos (em especial o gato do Josh Hutch)... sem mais!

    ResponderExcluir