Noite sem Fim - O Além-mar - Livro um - Roberto Campos Pellanda

 

Noite sem Fim - O Além-mar - Livro um - Roberto Campos Pellanda, 299 páginas, Tarja editorial

A Vila é um lugar onde é sempre noite. A cidade vive sob a rígida Lei dos Anciãos: a cada seis meses um navio deve partir para o Além-mar. Martin tem quatorze anos e ficou órfão há seis meses, quando o pai embarcou em um navio para o Além-mar, de onde, todos sabem, ninguém retorna. Atormentado pela perda do pai e pelo fantasma de que conhecia muito pouco a seu respeito, a começar pelo incompreensível motivo que o fez ser voluntário em um navio, Martin decide partir à procura de respostas. A busca pela verdade levará Martin a visitar algumas das figuras mais folclóricas da Vila e o conduzirá a uma incrível descoberta: uma coleção de livros proibidos. Junto com Omar, seu melhor amigo, e Maya, a filha do livreiro da Vila por quem é perdidamente apaixonado, Martin inicia um clube de leitura para explorar o tesouro recém-descoberto. O mergulho nos livros proibidos levará o trio a uma perigosa jornada, na qual eles não apenas serão apresentados aos segredos que envolviam o passado do pai de Martin, mas também os colocará cara a cara com a própria essência do terrível regime Ancião. À medida que a leitura dos livros avança, eles se veem em meio a uma perigosa trama e percebem, tarde demais que, depois das revelações do clube de leitura, nada será como antes e a vida dos três mudará para sempre. Confrontado com verdades aterradoras e declarado inimigo do regime Ancião, Martin ainda terá que enfrentar o maior temor de todos na Vila: criaturas cujo nome não se diz e que vêm do Além-mar. Durante a grande catástrofe, Martin terá que descobrir em si mesmo uma coragem que não sabia existir, se quiser salvar a vida de Maya e a própria Vila. Noite sem Fim é uma declaração de amor a três coisas: família, amizade e livros.


Olá galerinha,

Com dúvidas sobre a próxima leitura? Noite sem fim é uma recomendação maravilhosa para você que gosta de distopia, um personagem central que não espera a solução cair do céu, que questiona e busca respostas.

Ganhei este livro em 2012 e li assim que chegou em minhas mãos, por isto que não apareceu no meu Top de melhores livros de 2013.

Em dezembro me presenteei com o volume dois e para ser justa e ter uma resenha bem clara reli o primeiro para mergulhar no segundo. Sem mais delongas confiram minhas opiniões sobre este livro nacional.

Martin Durão é um garoto que vive numa vila onde é sempre noite e as ruas são iluminadas por lampiões. A Vila é governada por cinco anciãos que formam um conselho liderado por Dom Cypriano, a lei quando desrespeitada é levada bem aos extremos e para conter os rebeldes existe uma masmorra. Porém o que me deixou brava foi a questão de restringirem publicações de livros, pois é, os habitantes liam apenas o que os anciãos permitiam. E o motivo, você vai ter que ler para saber.

Martin tem dois amigos que são maravilhosos, dá uma baita vontade de ter um Omar e uma Maya a seu lado. 

Omar é filho do padeiro da Vila, é bem centrado, cuidadoso e sistemático, adora ler e não se nega a encarar uma aventura ao lado do amigo. 

Maya é uma linda garota, seus pais são donos da livraria da Vila, ela adora ler e teve grande participação na alfabetização do Martin. Junto com Omar ela apoia as ideias do rapaz.

A história de Martin não é das mais felizes: sua mãe sumiu quando ele era bebê e seu pai foi enviado para o Além Mar há seis meses, agora o rapaz tem de viver sob a guarda do tio e o primo. Não se deixem enganar, apesar de ser órfão ele ainda se diverte e em busca de explicações para a partida do pai ele encontra pessoas que apresentarão novas peças ao quebra cabeças. Numa dessas ele encontrará inúmeros exemplares de livros proibidos.

O trio se reúne num clube de leitura e não fazem ideia de tudo o que desencadearão com esta atitude.

Não queria largar este livro, mesmo sendo uma releitura foi como ler pela primeira vez, sentir cada emoção e tensão do momento.

Roberto Campos Pellanda me encantou com essa trama repleta de amizade, perseverança, descobertas e reflexões.

Vale dizer que nos deparamos com personagens que atiçam a curiosidade, tais como os Knucks que são criaturas brancas como a lua, de olhos escuros, dentes e garras afiadas; e as Morfélias que são responsáveis pela educação das crianças da vila.

Os personagens foram bem construídos e além da turma do Martin, adorei os personagens secundários que surgiram durante a busca dele por informações a respeito do passado de Cristóvão Durão.

Sobre a arte do livro a capa é linda e tem gravuras indicando o início de cada parte (são duas), cada início de capítulo tem uma fonte diferente e por sua vez existem subtítulos para cada um deles, que têm total relação com os eventos que serão retratados à cada capítulo. No quesito revisão apresenta alguns erros, porém nada que atrapalhe o entendimento e a diversão.

Aguardem minha opinião sobre o segundo volume e corram para adquirir o seu exemplar, pois a Tarja editorial encerrou atividades e com isto a série Além Mar está sem casa no momento. Torço para que essa situação mude em breve, afinal uma trama tão bem desenvolvida precisa ser conhecida por todos.

No blog do autor vocês podem conferir as figuras dos personagens e da vila, além de conferir um trecho do livro: clica aqui!!!


Nota (0-5): 5




4 comentários:

  1. Gostei muito, Danielle. Não conhecia o livro nem o autor e fiquei muito interessada. É sempre bom poder conhecer textos novos, melhor ainda se nos surpreendermos.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Dani!
    Esse livro é ótimo! E ainda não consegui ler o segundo, mas acredito que a continuação deve ser maravilhosa \o/
    bjks!

    ResponderExcluir
  3. Gostei da resenha Danielle. Parece ser um livro ótimo, ainda mais por saber que os personagens foram bem construídos e arquitetados na trama. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. OI Dani ^.^

    Conheço o livro só pela capa, mas nunca cheguei a ler nada. Não sabia que se tratava de uma distopia.Adoto quando as histórias tem essas criaturas, com nomes criativos,adoro. Uma pena que a editora encerrou, uma tristeza isso. Pois é né, vc releu este livro, quem pode pode rsrsrs, eu não to conseguindo ler os meus, quem dirá reler rs!

    Beijos querida!

    ResponderExcluir