Paixão sem limites - Abbi Glines

Fallen too far, Abbi Glines, Trilogia Sem limites, 192 páginas, Editora Arqueiro

Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.

Oi galerinha,
 
Um new adult que me pegou de surpresa! Vi tanto bafafá na blogosfera que fiquei com um pé atrás, mas por ser curtinho encerrei o ano com a leitura deste livro.

Blaire não é uma mocinha que fica se lamentando nos cantos, ela é forte, durona e não imagina o que vai encontrar na Flórida. Agora que sua mãe faleceu ela tem de engolir o orgulho e pedir ajuda ao pai, qual não é sua surpresa ao descobrir que ele viajou com sua madrasta.

A cena da Blaire ao chegar diante da casa do Rush me fez rir e me conquistou, além de ter ficado curiosa com o Grant e a reação dele diante do comportamento de "uma garota do Alabama".

Rush é rico, metido a bravinho, o verdadeiro pegador, mas o que gostei nele foi a sinceridade: nada de promessas, ele diz que é só uma noite e fim.

De início Blaire e Rush não se entendem, e só descobrimos o motivo dele não gostar dela bem depois. E devo dizer que foi interessante o motivo, ficar curiosa sobre este detalhe me fez ler ainda mais rápido.

Como a vida nos livros é super fácil Blaire consegue um emprego no Clube de Golfe, ela passa a chamar atenção e causar ciúmes em Rush, que com o tempo para de bancar o bravinho e propõe apenas amizade.

As cenas entre eles são elétricas, bem sensuais e quando chega o momento certo, a autora nos deixa boquiabertos.

A linguagem jovem, pode incomodar os mais tímidos, mas não é nada exagerado.

Gostei dos personagens, todos corresponderam bem ao que estava proposto: Nannette (irmã do Rush) é odiosa, mimada e irritante; o Woods é um rapaz rico e interessante que pensa em disputar a atenção da Blaire; a Beth que é uma amiga maluquinha que trabalha com a Blaire no Clube e que vai fazer você rir um bocado.

Gostei muito do desenrolar da trama, esse segredo do por que a Nannette odeia a Blaire é explicado, os personagens amadurecem, mas o final deixa um gancho que vai deixar o leitor curioso para ler "Tentação sem limites" o quanto antes.

Você pretende ler ou já leu?
 
Trilogia Sem limites:
 
1. Paixão sem limites (Fallen too far)
2. Tentação sem limites (Never too far) * Em pré venda
3. Forever too far * ainda sem publicação
 

Nota (0-5): 3



3 comentários:

  1. Até pretendo ler para ter a minha própria opinião, pois realmente concordo com vc, tem muito bafáfá em torno dele na rede... mas a primeira vista me parece uma história clichê como tantas outras por aqui. Na minha lista de leituras desse ano ainda para tirar minhas conclusões
    bjão

    ResponderExcluir
  2. Oi Dani!
    Eu passei por dois momentos na leitura do livro: o primeiro, estava com tédio, pois não gostava das atitudes dos dois personagens; no segundo, quando descobri o segredo, fiquei louca procurando a continuação! Sério, aquele final me matou, e só não estou tão ansiosa, pois já li em inglês mesmo kkkkk
    Pode falar, sou uma pessoa bipolar na leitura ahaha
    bjks!

    ResponderExcluir
  3. Renata
    Sim, o bafafá está demais, é clichê sim, tem pontos que devemos ignorar por não ter relação com a realidade. Mas é uma leitura despretensiosa que diverte!!!

    Carla
    Eu entendo você Carlinha, tem uns momentos surreais. Mas o que me fez seguir foi o tal segredo, precisava descobrir.
    Ah que espertinha foi logo matar a curiosidade, eu vou ter de esperar. XD

    Obrigada pelos comentários garotas!!!

    ResponderExcluir