Desde o primeiro instante - Mhairi McFarlane

Desde o primeiro instante 
Título original: You Had Me At a Hello
Autora: Mhairi McFarlane
Ano: 2014
Editora Novo Conceito
464 páginas

Rachel acabou de romper um noivado e está decidindo o que vai fazer da vida. Quando ela se encontra casualmente com Ben, um amigo dos tempos da faculdade, seu coração balança. Na época não rolou, mas agora ele parece tão mais interessante... O problema é que Ben está casado, “fora do mercado”, como se costuma dizer. Ok, hora de partir para outra. Rachel não é nenhuma mocinha ingênua, dessas que se deixam levar pela emoção. O fato de Ben ser lindo, educado, engraçado, nobre e fiel não é suficiente para tirar Rachel do seu eixo. Claro que não. Na verdade, ele é O Companheiro Perfeito. Pena que seja tão fiel! Apaixonar-se pelo melhor amigo é o sentimento mais gostoso do mundo, mas também é assustador.

Desde o primeiro instante, me encantou pelo colorido da capa, não esperei muito da trama baseada na sinopse, mas foi uma leitura agradável, com tiradas de humor, momentos de vergonha alheia e um romance quase inexistente.

Rachel, ou baixinha, como o Ben gosta de chamar trabalha para um jornal cobrindo audiências no tribunal. Lá tem de lidar com Gretton o experiente que adora espichar o olho no texto alheio e pegar para si, Zoe a novata que age diferente de Rachel e enfrenta Gretton.

O relacionamento de Rachel e Rhys tem 13 anos, mas uma discussão boba acaba levando ao fim. Então surge Ben e agora solteira ela permite que a fantasia tome conta de seus pensamentos. 

Ben por sua vez era apaixonado por ela, mas não passou disso. Agora está casado com Olívia, trabalha como advogado, e decide retomar amizade com Rachel após o encontro na biblioteca.

Ben apresenta um amigo para Rachel, o advogado Simon, gostei muito do personagem assim que surgiu, mas sua paranoia e infantilidade acabaram me deixando chateada.

As amigas da mocinha são bem diversificadas, quer dizer, amigos, já que temos o Ivor, adoro jogar videogame e não para com uma namorada por muito tempo; Mindy é a extrovertida, gosta de roupas coloridas e vive mudando de namorados em busca do cara certo; Caroline é a centrada, pé no chão, casada e bem sucedida é a mais fechada do grupo.

Os amigos estão sempre por perto e rendem momentos engraçados. E acreditem, Rachel vai precisar e muito do apoio deles. Seja para lidar com um inconveniente no emprego, como para esclarecer seus sentimentos por Ben, o que realmente espera de Rhys.

Não gostei de Rhys desde o começo, implicância imediata, porém ele teve seus momentos. 

Ao longo da narrativa a autora nos situa contando o passado dos personagens sem estender-se ou enrolar demais.

Uma leitura leve e despretensiosa onde os laços de amizade são importantes e decisões precisam ser tomadas.

Nota (0-5): 3.0

 

http://www.leituranossa.com.br/2014/06/post-premiado-de-junho.html

5 comentários:

  1. Olá Dani

    Pelo menos o livro não é ruim e pela sua resenha tenho quase certeza que vou gostar e me divertir com a leitura... ainda não tive tempo para ler, mas vou.

    xoxo
    Mila F.
    @camila_marcia
    De Livro em Livro
    Devaneios Fugazes

    ResponderExcluir
  2. Olá Dani!
    Não sei, mas pela sinopse e a sua resenha, o livro me lembrou muito aos livros da Meg/Patricia Cabot. Amo os livros dela♥ Então, gostei muito da sua resenha. Esse com certeza seria um livro que eu leria... passaria o final de semana todo lendo, embaixo coberta e me divertindo bastante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Dani!
    Está aqui na minha pilha, torcendo para gostar \o/
    Bjks!

    ResponderExcluir
  4. Dani, acredita que a capa não chamou minha atenção?!! A sinopse também deixou a desejar, o que me interessou foi a forma como vc descreveu o livro, adoro leituras leves... Parece legal, e essa coisa de se apegar é muito fácil, né? Tipo, o lance do Baixinha, para se referir a Rachel... ^^
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Eu odiaria me apaixonar por alguém casado, mas acho que no caso da Rachel, seria um modo de ela refletir se isso é uma fantasia, uma tentativa de resgatar um passado que era melhor ou se é realmente uma paixão (mesmo que pelo cara errado).

    Um abraço!

    ResponderExcluir