[Resenha do Léo] Meu amor, Meu bem, Meu querido - Deb Caletti

Nome do livro:Meu amor, Meu bem, Meu querido
Nome Original: Honey, Baby, Sweetheart
Autora: Deb Caletti
Lançamento: 2013
Editora:Novo Conceito
Páginas:238

Sinopse 
É verão no nordeste da cidade de Nine Mile Falls e Ruby McQueen, de 16 anos, comumente conhecida como A Garota Calada, está saindo com o maravilhoso, rico e louco por emoções Travis Becker. No entanto, Ruby está num beco sem saída e percebe que se arrisca cada vez mais quando está com Travis. Em um esforço para manter Ruby ocupada, sua mãe, Ann, a arrasta para o clube de leitura semanal que ela comanda. Quando descobrem que uma das criadoras do clube é a protagonista de uma trágica história de amor que estão lendo, Ann e Ruby planejam um encontro dos amantes de longa data. Contudo, para Ruby essa missão acaba sendo muito mais do que apenas uma viagem...

 Será que um verão pode mudar o que sabemos sobre o amor, a família, o destino e o próprio coração?

Em Meu amor, Meu bem, Meu querido, Deb Caletti nos apresenta primeiramente a tímida Ruby McQueen. Ruby tem dezesseis anos e está vivendo o que promete ser um dos melhores verões da sua vida, descobrindo mais sobre o que ela realmente quer.
O livro todo é narrado por Ruby, que está cansada da rotina que leva e em sua caminhada para casa se depara com uma enorme propriedade que todos moradores de Nine Mile Falls conhecem, e viu algo que acontecia raramente:os portões da casa dos Becker estavam abertos. E nossa protagonista decidi, por curiosidade em saber o que há na casa, invadir. Porém um pouco antes de saciar sua curiosidade, Travis Becker a surpreende. 
“De repente, tive a sensação de que algo estava para acontecer. Soube instantaneamente que ele era mau; e que isso não importava.“
Travis Becker, filho dos capitalistas Betsy e John Becker, é um bad boy riquinho, charmoso e perigoso. Ele procura para sua vida muita aventura e sempre tem tudo o que quer vivendo na adrenalina e fazendo coisas “erradas”. E Ruby acaba sendo atraída por isso e fica completamente envolvida, fazendo coisas que ela mesma achava que não era capaz.

Todo sábado a mãe de Ruby, Ann, lidera um grupo de estudos de literatura com a maior parte de seus integrantes sendo idosas, e conhecidas como “As Rainhas Caçarolas”. Ann na esperança de que Ruby ocupe a mente com coisas que não envolvam Travis Becker, convence a filha a ir a esses encontros.

As Rainhas Caçarolas – e Ruby – descobrem que Lillian,uma das integrantes do grupo, é a protagonista de uma trágica história de amor do livro que estão lendo e debatendo. Só que elas descobrem muito tarde.Lillian teve um derrame e está em uma casa de repouso. Mas as Rainhas não desistem tão fácil e fazem um plano para tira-la de lá e leva-la para o grande amor da sua vida.
 “ Sou uma dama, mas também um acessório masculino, a sua maleta, não, muito obrigada. Não vou ser adereço de ninguém. Não vou ser meu amor, meu bem, minha querida de ninguém. “
O livro começa com uma história e acabada com outra, deixando um desfecho mal resolvido na primeira. Inicialmente a autora escreve sobre a vida de Ruby, que nos prende em seu romance com Travis e depois leva Ruby para as Rainhas Caçarolas, fazendo com que Ruby e Travis perca noventa e nove por cento de todo o foco. Mas mesmo assim você acaba envolvido pelas duas histórias.

A capa desse livro é magnifica e acaba deixando um ar de que o livro é puro romance, porém se houvesse uma tabela para definir o nível de romance, esse enredo com certeza seria classificado como muito baixo. O romance dele acaba sendo superficial e é muito mais explorado o lado aventureiro que vive cada personagem. Mas vale a pena ler essa divertida história.

Assistam o book trailer:


Classificação (0 a 5): 4






http://www.leituranossa.com.br/2014/06/post-premiado-de-junho.html

4 comentários:

Deixe seu comentário