[Sessão Pipoca] Godzilla



Então, eu fui assistir Godzilla!  Em parte porque gosto dessa temática em filmes no cinema (mas não Transformers, pelo amor de Deus) e em parte porque a versão de 1998 de Godzilla foi muito emblemática na minha infância!Agora eu acho que deveriam ter parado na versão de 1998 mesmo...

Não dá nem pra falar de sinopse senão solto spoiler. Mas só pra saber, Godzilla é uma criatura que, digamos, meio que despertou dos confins da Terra e não apenas ela.... Na verdade, o nome em japonês é Gojira, mas acabou que os americanos colocaram esse nome mesmo e a versão original só é citada uma vez. Mas por que eu não gostei do filme?

Não entendam mal. O filme tem ótimos efeitos, ótimas cenas de ação, tensão... Mas faltou a empatia com os personagens, os atores, sabe? Embora o de 1998 tivesse seus exageros, eu me empolgava muito mais com a história do que com esse.Desperdiçaram atores ótimos (Bryan Cranston, de Breaking Bad, e Juliette Binoche, de Chocolate) para alguns minutos e colocaram o protagonista sem sal com uma mocinha sem sal e um enredo que deixava tudo acontecer por conta do Godzilla. O mocinho, Ford(Aaron Taylor-Johnson, de Kick ass), nem parecia ter uma função exata, só ficava correndo de um núcleo pra outro tentando ser útil nessa luta, enquanto a esposa dele (Elizabeth Olsen, de In Secret) ficava no hospital onde trabalhava, esperando-o chegar...

O Godzilla em si parece o da versão japonesa dos anos 50... Também gostei mais do 1998, mas não dá pra negar que ele tem mais carisma do que muitos personagens ali, viu? Tanto que ele tem mais responsabilidade para as resoluções dos problemas do que os próprios americanos, o que é algo meio preguiçoso da parte dos roteiristas. Tudo bem, a explicação pra isso é interessante, mas não custava criarem uma solução em vez de deixarem pro Godzilla? Tô sendo misteriosa, mas quem assistiu vai entender o meu comentário. É que tive tantas surpresas nessa refilmagem, que não quero estragar pra ninguém.

 As cenas de ação são as melhores pra se ver em 3D e os sons do Godzilla no cinema são de arrepiar! Vale somente pelos efeitos e talvez pelo Godzilla, mas não pela história.




Avaliação (de 0 a 5): 2,0



Photobucket


http://www.leituranossa.com.br/2014/06/post-premiado-de-junho.html

6 comentários:

  1. Olá, Mikaela,

    Se você foi ao cinema esperando encontrar a mesma magia da tinhas na infância, esqueça!

    Nada tem o mesmo sabor, a mesma emoção, o mesmo cheiro..

    Você já comeu um doce que amava na infância e agora você se pergunta como podia gostar daquilo?

    Pois, é. Crescemos... que pena. É tão bom ser criança!

    Eu tinha medo do Godzilla.

    ResponderExcluir
  2. Eu amo assistir filmes, mas esse é um que eu passo, não gosto muito desse estilo.
    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Eu amei a primeira versão de Godzilla! Morri de medo, e até hoje assistindo, fico ainda nervosa. Esta versão, ainda não assistir. Não gostei muito do trailer, achei que faltou mais ação rsrs Mas irei assistir, tomara que me agrade.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Lembro de assistir desenhos do Godzilla quando criança, eu adorava, mas confesso que não estou tão afim de ver o filme.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Não estou a fim de ver esse filme, não faz meu gênero. E embora me considerassem estranha quando criança, eu também evitava ver esse tipo de filme, são filmes que não prendem a minha atenção e acaba me deixando inquieta.
    Valeu o post!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Acho que por esse filme ter sido feito mais para ser um blockbuster (ou seja, que atraia muitas pessoas para o cinema) do que para os fãs do Godzilla é que houve esse aumento de importância do monstro na história, ao contrário de outros filmes, em que mesmo o monstro sendo importante, os outros personagens também contribuíam para a trama.

    Um abraço!

    ResponderExcluir