Belleville - Felipe Colbert

Foto: O que você faria se pudesse voltar no tempo? Lucius iria para 1964 ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai e, de quebra, ajudá-la a enfrentar seus problemas. Desafiando a lógica, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou, descobrindo o amor.

Adicione no Skoob ► http://goo.gl/tckaX1
Compre já ► http://goo.gl/DgrBHTBelleville
Autor: Felipe Colbert
Editora: Novo Conceito - Novas Páginas
304 páginas

Sinopse:Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício... Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...



É muito bom ver um livro nacional escrito com tanto cuidado, com tanta criatividade e com tanto carinho! Há muitos livros nacionais da atualidade que pecam pelo excesso de diálogos, por perderem o rumo da história ou por simplesmente não serem tão bons. Isso é culpa dos escritores brasileiros? Eu diria que não. A falta de incentivo - apesar de muitas editoras estarem mudando isso - o pouco dinheiro ou simplesmente o fato de que é difícil sobreviver sendo escritor no Brasil podem ocasionar isso. Ou talvez não estejamos lendo os livros certos...


Belleville é uma prova de como a nossa literatura nacional contemporânea é linda! E não estou falando de autores poéticos que normalmente são conhecidos pela excelência, mas uma obra de romance e ficção!


O livro conta a história de Lucius, um rapaz que vai morar numa casa antiga em Campos do Jordão para cursar Matemática na universidade. Ele acaba encontrando uma carta em baú com o pedido de uma moça chamada Anabelle: que o próximo morador da casa continue a construir Belleville, a montanha-russa que o pai dela começou. Então, de forma improvável, Lucius e Anabelle começam a se corresponder pelas cartas deixadas no baú. Só com um detalhe: ela vive na mesma casa, só quem em 1964!


Apaixonado pela moça e ainda tentando acreditar nessa magia, Lucius faz de tudo para realizar o sonho e gasta todo o seu dinheiro construindo - com as próprias mãos - Belleville. Enquanto isso, a moça passa por maus bocados em 1964. Sendo orfã, ela acaba ficando na tutela do tio Lino, um homem asqueroso - em todos os sentidos - que a transforma numa espécie de prisioneira na própria casa. Somente a montanha-russa parece unir esse casal em meio a tantas dificuldades...


Construída de forma bem cuidadosa, a narrativa não deixa pontas soltas nessa historia. Com detalhes sendo lembrados em capítulos posteriores, vamos começando a torcer para os dois. Além disso, o autor fez um trabalho muito bacana pesquisando sobre montanhas-russas e questões da Física para construir uma. A ambientação de Anabelle foi bem convincente como sendo de 1964, inclusive utilizando as gírias da época.


Só achei que Lucius e Anabelle podiam ter conversado mais por carta antes dos acontecimentos mais complicados da história. E que Anabelle podia tentar fugir daquela casa mais cedo, não sei...Só sei que é angustiante ver a aflição da moça até o desfecho da história. Outra coisa que achei meio estranho é ninguém da cidade se disponibilizar pra ajudar a moça nessas horas... De qualquer modo, você fica roendo as unhas para descobrir como tudo vai se resolver e o autor não decepciona.


A capa foi um belo trabalho da editora. É linda e ainda diz muito sobre a história. A diagramação está muito boa e não lembro de ter encontrado erros de revisão. 


É um livro que recomendo para quem gosta de romances fantásticos, assim como no filme A Casa do Lago, com Sandra Bullock e Keanu Reeves.


Avaliação (de 0 a 5): 5,0


Photobucket

8 comentários:

Deixe seu comentário