O invisível - Mats Wahl

O invisível
Autor: Mats Wahl
Título original: The invisible
Série Harald Fors Vol. 1
Editora Butterfly 
Ano: 2008
232 páginas 

Um fenômeno inexplicável aconteceu com Hilmer Eriksson. De repente, ele ficou invisível! Ninguém consegue enxergá-lo! Na sala de aula, seus colegas não notam sua presença. Hilmer escuta as conversas, movimenta-se entre as pessoas, mas elas não percebem que ele está no ambiente... O detetive Harald Fors está à sua procura; Hilmer foi considerado desaparecido! Aproveitando-se de sua invisibilidade, o jovem resolve desvendar o mistério na companhia do policial. Fors suspeita que a cruz suástica, símbolo de triste recordação - a qual mãos anônimas grafitaram em alguns lugares -, tem relação com o sumiço de Hilmer, que não agüenta mais viver sem ser notado...



O invisível, do sueco Mats Wahl foi uma de minhas aquisições na BienalPE-2013, não resisti à capa e fiquei intrigada com a sinopse, além de gostar de tramas sobrenaturais.

Hilmer não entende por que seus colegas de classe não o enxergam e o fato de ter um detetive perguntando por ele. Ele tenta a todo custo se fazer ouvir, mas como não consegue acompanhar Harald Fors aonde quer que vá, afinal ele não recorda o que houve no sábado.

O detetive Fors é carismático, daquele tipo que não se deixa intimidar por posição social. Enquanto alguns querem proteger a cidade da imagem negativa que um possível assassinato pode trazer, ele corre contra o tempo esperançoso de encontrar Hilmer vivo.

O autor nos mostra através da opinião de terceiros a personalidade de Hilmer e juntando peças ele vai em busca dos suspeitos, sem titubear diante de ameaças.

Ainda temos um pouco sobre os skinheads que apesar de bem claro não foi nada exagerado sobre isso. Gostei muito pois é fascinante que as pessoas sejam tão contrárias ao que é passado/antigo e ainda assim se deixam levar por concepções antiquadas e tão atrozes.

A medida que Fors avança nas buscas, as lembranças de Hilmer vão ressurgindo. 

O final? Foi emocionante e bonito.

A série conta com quatro livros (segundo vi no Goodreads), porém apenas o primeiro foi publicado no Brasil, mas não temam que este tem um final bem redondinho.


 Nota (0-5): 3,5




http://www.leituranossa.com.br/2014/07/post-premiado-de-julho.html

3 comentários:

  1. Nossa, faltou divulgação desse livro... nunca tinha ouvido falar, mas parece tão legal... fiquei com vontade de ler...

    beijos,

    ResponderExcluir
  2. Oi Dani!
    Nunca ouvir falar deste livro. Também gosto de sobrenatural e com uma pitada se policial simplesmente amo! Gostei também deles falarem sobre skinheads. Já estudei sobre isso, e queria ler mais sobre.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Achei o livro muito interessante por misturar o sobrenatural com o crime e a questão do neonazismo. Concordo com o que você falou sobre pessoas que se esquecem do passado e seguem pensamentos tão obsoletos e errados.

    Um abraço!

    ResponderExcluir