O sobrevivente - Gregg Hurwitz

O sobrevivente
Original: The survivor
Autor: Gregg Hurwitz
Editora Arqueiro
Ano 2014
368 páginas
No parapeito de uma janela de banheiro no 11º andar do First Union Bank, Nate só tem mais um objetivo na vida: reunir a coragem necessária para saltar e acabar com os seus problemas. De repente, ele ouve tiros dentro do banco e, ao espiar o que está acontecendo, vê uma cena terrível: criminosos mascarados disparando cruelmente em qualquer um que se coloque em seu caminho. Enquanto sustenta o olhar de uma mulher agonizante, Nate toma uma decisão. Lançando mão de seu treinamento militar, ele consegue render e matar todo o grupo, exceto o seu líder. Antes de escapar, o homem deixa claro que ele se arrependerá de seu ato heroico. Ele está certo. Em poucos dias, Nate é sequestrado pela máfia ucraniana e recebe uma ameaça: precisa voltar ao banco e concluir a tarefa que os bandidos não puderam cumprir. Do contrário, sua ex-mulher – pela qual ainda é apaixonado – e a filha adolescente, que não o reconhece mais como pai, serão brutalmente assassinadas. Enquanto o tempo corre de maneira implacável e o prazo de Nate se aproxima do fim, ele luta não só para salvar as duas da morte, mas também para recuperar sua confiança e seu amor.

Uma palavra: Alucinante.

Nate Overbay está no lugar certo e na hora certa, ou seria o contrário? O certo é que nosso mocinho está prestes a pular os onze andares quando escuta os tiros e graças a seu senso paternal decide intervir.

É assim que começa a ação para nós e a aflição de Nate daqui em diante. Afinal o chefão não vai gostar de ter seus planos interrompidos.

Gregg Hurwitz nos presenteia com uma trama ágil, personagens bem distintos, uns com muito caráter e outros que nem devem saber o significado da palavra. 

A leitura flui, pois o ritmo alucinante e as palavras fáceis do autor nos levam numa viagem em meio a doença, máfia, amor. 

Nate vai colocar em dias muitas contas. E vamos conhecer Janie, sua ex-esposa jovial e divertida; Cielle a jovem que para superar o afastamento do pai está rebelde; Jason, o namorado sem noção que tem seus momentos brilhantes.
Por inúmeras vezes fiquei sem ar tentando acompanhar o raciocínio de Nate, visualizar as consequências de suas decisões. 

O melhor do mocinho é que por já está à beira da morte, ele nada teme. 

Aos poucos o autor nos mostra sob o ponto de vista de Nate os motivos para querer pular do prédio. Seu passado, seu presente, seus tormentos. E conhecemos mais sobre sua companhia inseparável e inusitada. Adoro essas tiradas e com amigo tão bem humorado, impossível não simpatizar.

Personagens secundários que prendem nossa atenção, mesmo que dê vontade de chacoalhar um ou outro.

Além de tudo temos um cachorro muito leal e importante nos eventos, o Gaspar. =)

Então se vocês gostam de thriller, com muito suspense e bastante ação, O sobrevivente é uma ótima escolha, você não se arrependerá. O autor não deixa pontas soltas e satisfaz nossas dúvidas.

Capa americana (uma das):

Nota (0-5): 4,5



 http://www.leituranossa.com.br/2014/07/post-premiado-de-julho.html

2 comentários:

  1. Olá!

    Esse livro é basicamente um filme de ação em forma de livro e com mais coisas do que um filme pode explorar. Com certeza, a capa brasileira é muito melhor que a capa americana que você mostrou, pois mostra aquele ponto em que a história do Nate muda para sempre: O momento em que ele iria pular, mas não pulou.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Uauuu!! Parece muito bom!!
    Amo um bom thriller... entrando para a listinha.
    beijos

    ResponderExcluir