A máquina de contar histórias - Maurício Gomyde

A Máquina de Contar Histórias 

Autor: Maurício Gomyde

Editora Novo Conceito

Selo Novas Páginas

Ano 2014

192 páginas 

 

Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias , o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das fi lhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V. Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.
A máquina de contar histórias de Maurício Gomyde foi bem aguardado, e posso ousar comparar com a versão brasileira do Nicholas Sparks. Não no sentido de bajulação, mas por achar similar a maneira dele gerar as sensações e nos jogar de um turbilhão emocional a outro.
Logo de cara odiei o personagem Vinícius Becker por seu egoísmo em dar mais valor à carreira, deixando as filhas sós e lidando com a doença da mãe. Cadê o famoso "na saúde e na doença", juro que a vontade foi mergulhar nas páginas e bater nele até criar juízo. 
Viviana pelo pouco que vemos dela é uma pessoa formidável e com um coração enorme a ponto de arrumar desculpas para o marido. Só de lembrar me trouxe lágrimas aos olhos.
Valentina é a mais velha e a que mais sofreu com a luta da mãe, a ausência do pai; compreendo completamente que ela tenha se tornado agressiva com Vinícius.
Vida é uma fofura em sua inocência, mas até ela demonstra que sofreu com o afastamento do escritor.
O livro trata da caminhada de Vinícius em busca do perdão das filhas, e de sua luta para manter Viviana intacta em sua mente.
Por meio de memórias notamos o quanto eles se amavam, o tanto que ele foi cego para o tesouro que tinha em mãos, mas ele se redime buscando reconquistar as filhas. E estes momentos não são apenas flores, Valentina é forte, determinada e o Vinícius terá que se esforçar para ganhar sua confiança.
Afora os sentimentos tão bem descritos a ponto de ser quase real, Maurício nos leva numa viagem que passa pela Inglaterra, Itália e Espanha.
A máquina de contar histórias tem poucas páginas, mas desperta fortes sentimentos e nos faz refletir sobre muitas atitudes. Recomendo a leitura.
A arte é tão linda que minha filha ignorou o brilho da capa do  "A minha vez de brilhar", agarrou este e disse: "Mamãe, que capa linda. Posso ter um desse, por favor?"
A Novo Conceito caprichou nos detalhes e na revisão. Recomendo. =)
Foto publicada no Instagram do blog. Segue lá: @leituranossa

Nota(0-5): 3,5






                                   Participe do Post Premiado até 30/08:
http://www.leituranossa.com.br/2014/08/post-premiado-de-agosto.html

5 comentários:

  1. Puxa, quero muito ler esse livro. Eu li "O Mundo de Vidro" dele e gostei demais. Se eu tiver a chance, vou ler sim. E vou preparar um lencinho, pq choro à toa, hehe!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  2. Realmente esse livro foi bem aguardado por todos mas a sua resenha é a primeira que eu vejo falar bem da história Danielle, todas as resenhas que eu li falavam super mal do personagem, e do fato de ele querer reconquistar as filhas em apenas uma viagem. E se for isso mesmo, ele é um personagem desprezível. beijo

    ResponderExcluir
  3. Li apenas um livro do autor e adorei. Um outro já está engatilhado e este é um que quero ler também.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Oi Dani!
    Acho esta capa linda, e a história me encanta. Já li tanta coisa boa sobre ele... e também muitos elogios ao Mauricio. É um livro que está na minha listinha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Danielle!

    Realmente o Mauricio consegue transmitir muitas emoções em pouca páginas. E nos fazer viajar em três países também em poucas páginas também é incrível. Espero poder ler esse livro um dia, pois penso que vou adorar.

    Um abraço!

    ResponderExcluir