O Livro da Loucura e das Curas - Regina O´Melveny

O Livro da Loucura e das Curas
Autora: Regina O´Melveny
Editora: Novo Conceito
352 páginas
Original: The Book of Madness and Cures
SinopseGabriella Mondini é uma médica com estranhos poderes de cura, poderes que vão além de seus conhecimentos científicos. No fim do século 16, uma mulher médica — e tão sensível quanto ela — é praticamente uma heresia. Assim, se quiser continuar praticando a medicina, deverá ter o aconselhamento de um homem.
Seu pai, também médico, seria o conselheiro ideal, mas ele a abandonou há dez anos: saiu em busca de curas inimagináveis por uma Europa cheia de crendices e magias. E, agora, por meio de suas poucas cartas, é possível perceber que sua sanidade mental está desaparecendo.
Disposta a reencontrar o pai e, quem sabe, salvá-lo a tempo de continuar praticando a medicina, ela atravessa os Alpes da Suíça e os campos da Alemanha, encontra-se com os maiores médicos da Europa e caminha por cidades e vilarejos estranhos até chegar ao Marrocos.

Esse livro tinha tudo para eu gostar: uma boa premissa, uma capa linda, de época, com uma protagonista decidida...E até foi, por alguns capítulos, até que ficou maçante.

Gabriella faz uma viagem (cujo mapa está presente logo no início) para vários países a fim de encontrar o pai. Visitando pessoas que ele menciona em cartas, ela espera reencontrá-la e saber o motivo de sua partida. Mas ela enfrenta mudanças climáticas, preconceito das pessoas, riscos à sua saúde e integridade, mas continua firme, ao lado dos criados Lorenzo e Olmina. Mesmo com tantas intempéries, há lugar também para encontrar um novo amor nessa viagem, o que faz o livro ficar mais interessante no final.

As descrições da autora com os lugares e, principalmente, com trechos do livro das curas de Gabriella são incríveis. E nem sempre as doenças vão ser conhecidas ou até mesmo físicas. Depois de conhecer a história de mulheres perseguidas acusadas de bruxaria, ela escreve sobre o mal da inveja e como isso pode ser tratado. 

Para quem curte uma linguagem mais lírica, um livro mais contemplativo, com boas lições para males do coração - como a inveja, por exemplo - e até para doenças físicas mesmo, pode gostar da narrativa da autora. A mistura da Medicina com a filosofia do comportamento das pessoas, combinando à cultura dos povos pode agradar quem gosta do estilo. 

Mas só que isso tudo atrapalha um pouco o ritmo da leitura, que só vai ser retomado nos capítulos finais, com um final e epílogos que podem não esclarecer tantos detalhes, mas dão um final bonito e merecido à história. 

A diagramação é precisa e tem o detalhe do mapa que eu já mencionei. A capa é muito bonita e representa perfeitamente a história. 

Enfim, foi uma leitura meio cansativa para mim, mas acho que tem quem possa gostar, sim.


Avaliação (de 0 a 5): 2,5

Photobucket


6 comentários:

Deixe seu comentário