Perdendo-me - Cora Carmack

Perdendo-me 
Original: Losing it
Autora: Cora Carmack
Trilogia Perdendo-me #1
Editora Novo Conceito
Ano 2014
288 páginas
VIRGINDADE. Bliss Edwards vai se formar na faculdade e ainda tem a sua. Chateada por ser a única virgem da turma, ela decide que o único jeito de lidar com o problema é perdê-lo da maneira mais rápida e simples possível com uma noite de sexo casual. Tudo se complica quando, usando a mais esfarrapada das desculpas, ela abandona um cara charmosíssimo em sua própria cama. Como se isso não fosse suficientemente embaraçoso, Bliss chega à faculdade para a primeira aula do último semestre e... adivinhe quem ela encontra?

Perdendo-me é envolvente, engraçado, romântico e com um leve erotismo que está na medida certa.

Bliss Edwards é uma mocinha neurótica, racional demais, porém sua amiga Kelsey está disposta a ajudar na perda da virgindade. As duas vão numa boate e encontram ninguém menos que o lindo...

Garrick Taylor... charmoso, sedutor, com um sotaque inglês arrebatador, mas que destoava de todos ali, não bebia nem dançava, estava lendo uma obra de William Shakespeare.

E daí começa o relacionamento de ambos. Não se engane os dois têm uma química inegável, eles se provocam e surte efeito em nós. 

Bliss e Garrick são um casal improvável por conta das circunstâncias, mas podem imaginar que serve apenas de combustível este empecilho.

Kelsey é obcecada por sexo, é um tanto dramática, mas uma boa amiga no fim das contas. Cade é o melhor amigo de Bliss, é um fofo e está sempre disponível quando necessário. Dom é aquele cara que só quer aparecer e se acha a última bolacha do pote. E temos também o Rusty que vai ser a peça chave quando a situação sair do controle.

Não é só de romance que a trama vive, as cenas no teatro são maravilhosas, as trapalhadas de Bliss nos levam à gargalhada. 

O epílogo me deixou em polvorosa, pois pude sentir tudo o que o Garrick vivenciava e bateu uma ansiedade. Posso arriscar dizer que o título do próximo livro tem ligação total com o epílogo, mal posso esperar pelo segundo.

Cora Camarck tem uma escrita ágil, fluida, com situações críveis. A autora dosou bem os sentimentos que quis passar. 

Os personagens têm personalidades bem construídas e passam por momentos de dúvidas e incertezas apesar de sua aparente autoconfiança. É maravilhoso acompanhar Bliss lidando com seu excesso de racionalidade.

Perdendo-me vai fazer com que perca o ar diante da sensualidade dos mocinhos, te faz perder a compostura e rir em público, mas no fim você encerra com um sorriso de pura alegria.

A editora está de parabéns pois não vi erros de revisão e a diagramação está agradável e confortável para leitura.

O livro faz parte de uma trilogia e conta com alguns contos também (que eu torço para a Novo Conceito publicar por aqui).

Trilogia Perdendo-me:

  1. Perdendo-me (Losing It)
  2. Fingindo (Faking It)
  3. Encontrando-me (Finding It)

  A capa nacional segue o mesmo estilo da original, porém o modelo "nacional" condiz mais com o perfil do Garrick (na minha opinião).


Nota (0-5): 5




8 comentários:

  1. Ah, fiquei curiosa para ler esse livro Dani... já está na minha lista de futuras leituras!!
    O Garrick parece ser o tipo de rapaz que eu gosto...

    beijos,

    ResponderExcluir
  2. Oi, Dani!

    Surtei total com a tua resenha! Esse livro é do jeitinho que eu gosto. Diversão e suspiros na certa!!

    Adorei!

    Beijo!!

    ResponderExcluir
  3. Oi Dani, tenho lido algumas resenhas deste livro e percebo que ele tem dividido opiniões. Eu ainda não o li, mas quero ler e ver o que acho.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  4. Oi Dani!
    Esse livro é tão fofinho! Não vejo a hora de ler os próximos!
    bjks!

    ResponderExcluir
  5. Oi Dani!
    Desde que a NC anunciou seus lançamentos, que eu estou de olho nele. Gosto desta capa, e queria entender o porque do titulo. Sua resenha está ótima, e preciso deste livro URGENTE!!!

    Beijos, Vi.

    ResponderExcluir
  6. Dani,
    Adorei a resenha, vai colocar esse livro pra minha lista imediatamente. Será que ainda sobra história para os próximos livros? Tá na maior moda os New Adult ganharem uma série, mas se a história realmente for boa, tá valendo! rs

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá Dani,
    Depois de Cinquenta Tons de Cinza houve um "estouro" de livros New Adult nas livrarias, alguns trouxeram umas histórias bem clichês... esse me pareceu ser bem original... Fiquei curioso para saber o que Rusty faz para se tornar a peça chave de um descontrole rsrsrs. Ótima resenha!
    P.S.: Achei a capa nacional mais bonita.

    Beijos,
    Leo

    ResponderExcluir

  8. O Garrick é um mocinho dos sonhos e com direito a sotaque, espero que você goste tanto quanto eu. =)



    Miriam
    Sim, esse livros nos diverte, nos encanta e nos faz rir um bocado da vergonha alheia. hahaha
    Obrigada.

    Rose
    Sério que dividiu opiniões? Estava certa que encantaria a todos.
    Leia e veja se lhe agrada.
    Obrigada.

    Carlinha
    Fofinho e meio,né?
    Também estou ansiosa para ler os próximos e torcendo para termos os contos também. =)
    Obrigada.

    Vitória
    Sim, fiquei da mesma maneira quando vi nos lançamentos, estava com ele em inglês, mas consegui suportar a espera. Vale muito a leitura.
    Obrigada.

    Mika
    Sim, tem trama para o próximo com certeza. Pode ler sem medo é adorável. =)
    Obrigada.


    Léo
    Mas 50 tons é erótico. New adult é mais sucinto, menos explícito.
    Esse lembra um pouco o tema de Métrica, mas com suas diferenças até gritantes e posso até dizer que gostei mais deste. =)
    A nacional com certeza é melhor. =)
    Obrigada

    ResponderExcluir