Doença e Cura - Fabian Balbinot

Nome do livro: Doença e Cura
Editora: Alcance
Autora: Fabian Balbinot
Lançamento: 2010
Páginas: 256

Sinopse: Em um submundo de sombras e poder, onde os vampiros são reais, surge uma entidade desconhecida, que perambula em uma incansável busca pelo sangue eterno dos mortos-vivos, enlouquecendo-os com pavores semelhantes aos que eles costumam infligir aos seres humanos, e usando os próprios humanos como iscas para atraí-los...






Nas sombras das cidades, os vampiros são reais e vagam em busca do irresistível sangue dos vivos. Eles estão no topo da cadeia alimentar e com suas super habilidades passam despercebidos pelas pessoas.

Porém, o reinado dos sanguessugas está desabando. Se os vampiros são a doença da população, agora existe uma doença para eles e consecutivamente uma cura para a população. E ai está o título do livro, Doença e Cura, e onde o enredo vai se focar.

A doença dos vampiros é bem de carne e osso mesmo. Tendo as propriedades bem parecidas com as dos sanguessugas, porém sendo eles mais fortes e mais habilidosos. Seu alimento é o sangue dos vampiros e se hospedam em humanos relacionados a área de saúde que estão chegando perto da morte.

Então os vampiros deixam o topo da cadeia alimentar do mundo para dar lugar a essa nova raça que promete aniquilar os vampiros. Será que serão capazes de acabar com uma raça que existe a milênios?

“As memórias de um terrível passado como humana, glorioso como vampira, retornavam. Simples passado. Agora, não passava de uma cabeça separada do corpo.” (Páginas 35)

O livro mostra o ponto de vista de vários vampiros. São narrativas diferentes, mas que estão interligados umas com as outras. Não há uma história sensual, uma paixão entre vampiros e humanos, há apenas um objetivo: como acabar com a doença dos vampiros?

E toda essa situação chegou a um ponto que começou a ficar entediante, já que considero que muita descrição em um mesmo assunto deixa a leitura um tanto cansativa.

Doença e Cura foge daquele típico clichê. Embora ficou parecido com um livro de sobrevivência para vampiro, como se eu fosse um vampiro e precisasse ler esse livro para conseguir me virar por ai. Em suma, recomento este livro para você que é fanático por vampirismo. Eu costumo gostar de temas que envolvem vampiros, mas esse não me agradou muito.


Classificação (0 a 5): 2



Photobucket

8 comentários:

  1. Oi Léo,

    Que pena que o livro não te agradou, você sabe que esse não é meu tipo de livro porque morro de medo...kkkk
    Mas esperava que você fosse se identificar... talvez o livro tenha ficado entediante justamente por mostrar muitas narrativas diferentes e se fixado em um único tema, se tivesse diversificado e até focado em um único personagem poderia ter te agradado mais...
    Enfim, espero que as próximas leituras te agradem mais...

    beijos,

    ResponderExcluir
  2. Oi Léo,
    Eu era a louca dos vampiros a uns anos atrás (sim, eu gostei muito de Crepúsculo na minha adolescência ahaha). Hoje ainda tenho alguma curiosidade, mas confesso que não é mais o meu tipo de leitura preferido.
    Os livros que são muito descritivos sempre são um pouco massantes né? E se a história só tem um foco fica mais cansativo ainda... Mas ser um livro que foge do clichê sempre é legal pra nós leitores.
    Adorei sua resenha!
    Beijos,
    Aline.

    ResponderExcluir
  3. Olá Dé,
    Também achei que fosse me agradar. Senti um pouco de medo de inicio, mas como você falou, várias narrativas não me agradaram. Enquanto eu mal me apegava a um personagem, algo acontecia com ele.
    Beijos,
    Leo

    ResponderExcluir
  4. Olá Aline,
    O enredo é bom, quase inovador. Mas a escrita e o jeito que o autor focou em determinado tema não me agradou. Porém também gosto de vampiros até hoje!! rsrs
    Obrigado,
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oi Léo,
    Eu adoro vampiros, mas a capa desse livro me lembrou a algo mais chato, monótono. Pelo enredo, eu lembrei levemente do último livro da Holly Black. Acho que tinha muito potencial, mas pelo jeito que você falou, o autor se perdeu...
    Adorei a resenha e a sinceridade rs
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Oi Léo,
    Essa capa me desanimou e saber que é descritivo em excesso já perdeu a chance de uma olhada.
    Uma pena que não tenha sido bom como você imaginou, acontece. E pensar que pelo enredo, uma raça superior aos vamps, tinha tudo para dar certo e desandou. =/
    Melhores leituras.

    ResponderExcluir
  7. Olá Mika,
    Já eu achei a capa bem legal, a parte de trás tem uns respingos de sangue que chega a dar um ar de terror. Mas achei o conteúdo bem monótono mesmo.
    Beijos,
    Leo

    ResponderExcluir
  8. Olá Dani,
    Pensei também que uma raça superior aos vampiros tinha tudo para dar certo, já que é uma novidade sobre vampiros que não li ainda em nenhum livro. Mas com a mudança de protagonistas fez com que eu não me apegasse ao livro.
    Beijos,
    Leo.

    ResponderExcluir