Mar da Tranquilidade - Katja Millay (@KatjaMillay / @editoraarqueiro)

Mar da tranquilidade
Autora: Katja Millay
Título Original: The sea of tranquility
Editora Arqueiro
Ano 2014
368 páginas
Nastya Kashnikov foi privada daquilo que mais amava e perdeu sua voz e a própria identidade. Agora, dois anos e meio depois, ela se muda para outra cidade, determinada a manter seu passado em segredo e a não deixar ninguém se aproximar. Mas seus planos vão por água abaixo quando encontra um garoto que parece tão antissocial quanto ela. É como se Josh Bennett tivesse um campo de força ao seu redor. Ninguém se aproxima dele, e isso faz com que Nastya fique intrigada, inexplicavelmente atraída por ele.
    A história de Josh não é segredo para ninguém. Todas as pessoas que ele amou foram arrancadas prematuramente de sua vida. Agora, aos 17 anos, não restou ninguém. Quando o seu nome é sinônimo de morte, é natural que todos o deixem em paz. Todos menos seu melhor amigo e Nastya, que aos poucos vai se introduzindo em todos os aspectos de sua vida.
    À medida que a inegável atração entre os dois fica mais forte, Josh começa a questionar se algum dia descobrirá os segredos que Nastya esconde – ou se é isso mesmo que ele quer.
     Eleito um dos melhores livros de 2013 pelo School Library Journal, Mar da Tranquilidade é uma história rica e intensa, construída de forma magistral. Seus personagens parecem saltar do papel e, assim como na vida, ninguém é o que aparenta à primeira vista. Um livro bonito e poético sobre companheirismo, amizade e o milagre das segundas chances.
Oi galerinha, 

Pensem num livro arrebatador?! É Mar da Tranquilidade! Terminei a leitura com uma baita tristeza por não ter mais páginas. 

Katja Millay nos presenteia com uma trama forte, misteriosa, intrigante, um drama com floreios de amor, uma resistência emocional que aos poucos vai ruindo, um romance encantador que surge aos poucos, com suavidade, com certo pavor dos envolvidos, mas que nos arrebata a ponto de torcer, cruzar os dedos e ficar numa expectativa enervante se haverá um final feliz para estes dois personagens.

Nastya Kashnikov veste-se como uma qualquer, com estilo gótico e muita maquiagem. Mas por baixo desta fachada será que existe algum sentimento? Com sua indiferença e sem falar ela assusta a todos que preferem manter distância. O que não vale incluir os garotos, pois sua beleza é notável.

Josh Bennett não nega que a novata chama sua atenção, mas ele prefere manter-se distante de qualquer relacionamento. O que vai mudar drasticamente após uma noite em que a garota perdida se insinua para sua vida.

Apesar de ambos estarem com quase com dezoito anos, eles têm uma bagagem emocional enorme que torna suas atitudes um tanto mais maduras, mesmo que às vezes a infantilidade dê o ar da graça. Mas quem de nós, não passa por isso?!

Já comentei antes que adoro quando me envolvo com a trama a ponto de querer sacudir um personagem ou outro, e com Mar da Tranquilidade foi o que houve.

Leia e prepare-se: você vai desejar dar uns sacodes na Nastya e ainda assim entender a posição dela. Vai se apaixonar pelo Josh e sua atitude reservada, durona, mas extremamente protetora.

Amei a experiência de um mocinho tão jovem que não age de acordo com os hormônios, sabe se controlar, e que tem uma maturidade encantadora e assustadora. Não digo que ele é perfeito, mas fica perto.

Katja Millay nos mantêm curiosos por muito tempo sobre o que aconteceu com Nastya para que ela tenha optado por uma mudança tão drástica. De início estava impaciente para descobrir seus motivos, mas a interação dela com outros personagens foi dissipando esta preocupação.

Drew é um predador, nenhuma garota escapa de seu radar, porém ele surpreende a medida que suas camadas são expostas.

Clay é outro personagem que mesmo com sua pouca participação inicial me conquistou e quando a amizade com Nastya fica mais forte, me rendi ao seu carisma.

Os capítulos finais foram de tirar o fôlego, tanto por enfim sabermos o que houve com ela, as repercussões, mas por decisões erradas e enervantes.

Conhecer a família da garota também é um fator interessante. Bem como a família de Drew que vai ajudar bastante na mudança que ocorre em Nastya. Acredito que ser aceita apesar de sentir-se tão deslocada acaba confortando e dando forças à personagem, mesmo que ela não enxergue isso de imediato, no entanto é algo claro para nós leitores.

Mar da tranquilidade fala de recuperação, superação, esperança e força de vontade. Com personagens distintos, ora adoráveis, ora desagradáveis; a trama é tão perfeita em sua exposição de sentimentos que beira a realidade com maestria.

Um livro super recomendado para todos que gostam de tramas fortes e um romance que surge aos poucos, da maneira correta.

E para os que torcem o nariz ou fazem careta ao ver um livro YA, deem uma chance, pois ele não lembra em nada outros deste gênero. O descreveria mais aproximado com new adult.

Nota (0-5): 5


15 comentários:

Deixe seu comentário