Princesa Adormecida - Paula Pimenta

Era uma vez uma princesa... Você já deve ter ouvido essa introdução algumas vezes, nas histórias que amava quando criança. Mas essa princesa sou eu. Quer dizer, é assim que eu fiquei conhecida. Só que minha vida não é nada romântica como são os contos de fada. Muito pelo contrário. Reinos distantes? Linhagem real? Sequestro? Uma bruxa vingativa? Para mim isso tudo só existia nos livros. Meu cotidiano era normal. Tá, quase normal. Vivia com meus (superprotetores) tios, era boa aluna, tinha grandes amigas. Até que de uma hora pra outra, tudo mudou. Imagina acordar um dia e descobrir que o mundo que você achava que era real, nada mais é do que um sonho. E se todas as pessoas que você conheceu na vida simplesmente fossem uma invenção e, ao despertar, percebesse que não sabe onde mora, que nunca viu quem está do seu lado, e, especialmente, que não tem a menor ideia de onde foi parar o amor da sua vida. Se alguma vez passar por isso, saiba que você não é a única. Eu não conheço a sua história, mas a minha é mais ou menos assim... 
Essa é uma releitura moderna do conto de fadas da Bela Adormecida, a história é muito bonitinha, mas a meu ver não é muito crível... mas a partir do momento que você para de ficar se perguntando se aquilo realmente é possível, a leitura é muito divertida...

Em comparação com os outros livros que li da autora, achei esse o mais fraquinho, justamente por ter alguns elementos de contos de fada... a personagem principal é criada numa espécie de redoma, não tem contato com garotos, não pode sair sozinha, e ela não sabe nada sobre seu passado, seus pais...

Quando era bem novinha, a princesinha foi raptada por uma garota que era apaixonada pelo seu pai... a polícia conseguir resgatá-la, mas a garota (bruxa) prometeu que eles não teriam paz enquanto a pequena princesa não atingisse a maioridade (aí que minha mente lógica me atrapalha... fica se perguntando o que a maioridade tem haver com a história)... os pais então decidem cortar o contato com a filha e a enviam para ser criada pelos 3 tios solteiros...

Eles a amam demais e a superprotegem absurdamente... mas Anna Rosa, como toda adolescente consegue dar um jeitinho de burlar a vigilância dos tios e sai para comemorar seu aniversário com as amigas... 

Lá conhece a DJ Cinderela, outra personagem adaptada dos contos de fadas e personagem do conto que a autora escreveu que compõe O Livro das Princesas...

Depois desse dia, ela passa a receber mensagens pelo celular de um garoto chamado Phil... o problema é que Anna não sabe quem ele é de verdade, se realmente é quem diz ser... mas aos poucos começa a se apaixonar...

Ela fica angustiada esperando cada mensagem, o que faz com que muitas garotas se identifiquem... 

A história foi bem montada, e o final é uma graça... Phil só aparece por mensagens, mas é um garoto fofo que conquista a Anna e a gente também...

Para quem gosta de contos de fadas esse livro é perfeito!!

Avaliação (de 0 a 5): 4,0
Photobucket

2 comentários:

  1. Oi Dé,
    Que história bonitinha! Parece ser um livro bem levinho e de leitura rápida né? Você sabe que eu leio muitos livros tristes e às vezes é bom variar e conhecer uma história mais leve. Já tinha ouvido falar muito bem desse livro e agora, lendo a sua resenha, fiquei com mais vontade ainda de conhecer esses personagens.
    Beijos,
    Aline.

    ResponderExcluir
  2. Olá Dé,
    Eu não gosto muito de releituras assim, gosto mais daquelas que são cem por cento modernas, como você falou, ainda traz elementos de contos de fadas. Poderiam deixar apenas entrelinhas o enredo antigo. Mas a história pareceu ser bem agitada. Talvez eu vá ler um dia por conta disso.
    Beijos,
    Leo

    ResponderExcluir