O Motivo - Patrick Ness

Nome do livro: O Motivo
Nome Original: The Knife of Never Letting Go 
Lançamento: 2011
Editora: Pandorga
Páginas: 440
Sinopse: Todd Hewitt é um garoto de doze anos, o último menino de Prentisstown, uma cidade de homens. Ele vive em um mundo cheio de "ruído" em que os pensamentos privados de todo homem e animal são audíveis. Em um mês ele estará com treze anos e será um homem. Mas a cidade está mantendo segredos para ele, segredos que vão forçá-lo a fugir do prefeito e dos homens de Prentisstown junto com seu cachorro e a primeira garota que ele já conheceu.




Vou logo adiantando que O Motivo entrou para minha lista de melhores livros que já li. Patrick Ness é absolutamente um escritor fantástico, pois tem uma escrita que lhe faz ficar preso a cada palavra do livro.

Todd Hewitt é um garoto de doze anos e doze meses de idade que vive em Prentissburgo, no Novo Mundo, onde a cada trezes meses uma pessoa completa mais um ano de vida. As crianças de Prentissburgo se tornam homens com treze anos e passam por um ritual secreto, só então que viram adultos.

E Todd é a última criança de Prentissburgo, já que não existem mais mulheres nesse mundo e por esse motivo não existem crianças mais novas do que Todd.

Os antigos habitantes do Novo Mundo, conhecidos como colonizadores, vieram em naves de um outro planeta que estava entrando em extinção. E logo quando chegaram haviam muitos homens, mulheres e crianças de todas as idades. Só que assim que eles pisaram na terra desse planeta, todos os homens, apenas eles, começaram automaticamente a liberar o Ruído dos seus pensamentos.

O Ruído pode ser uma palavra, uma frase, uma cor ou uns flashbacks que irão representar os pensamentos dos homens. E esses pensamentos podem ser ouvidos por qualquer pessoa, mesmo se o homem estiver dormindo ou até mesmo com a boca fechada. É possível também se comunicar apenas pelo Ruído, seja com pessoas ou animais, já que eles também têm Ruídos. Então no Novo Mundo não há segredos, certo?

Logo após todos ficarem espantados por conseguirem ouvir o pensamento das pessoas, os novos habitantes do Novo Mundo tentaram descobrir o que causou isso e acharam que a culpa poderia ser dos spackles – nativos do local -, então mataram todos e logo especulam que o Ruído matou todas as mulheres, restando apenas os habitantes de Prentissburgo. E está é a história que Todd sempre escutou.

Os pais de Todd eram uns dos colonizadores, porém acabaram mortos. Então, Bem e Cillian que eram amigos dos pais de Todd, o adotaram. Entretanto, em um belo dia em que Todd foi pegar maçãs no pântano, ele percebe que há uma pequena fenda no Ruído, percebe que existe um ponto que não há nada, apenas silêncio, e esse ponto está se movimentando.

“Não é como a calma do pântano, que nunca é calmo, obviamente, só é menos Ruidoso. Mas isto, isto é uma forma, uma forma de nada, um buraco onde todo o Ruído para.” (Página 20)

Ao contar a Ben e Cillian, eles obrigam Todd a fugir de Prentissburgo porque o prefeito e os habitantes da cidade podem ter ouvido seu Ruído sobre o silêncio que ele encontrou no pântano.

Então Todd e seu cachorro, Manchee, fogem mesmo sem saber um porque plausível. Nessa fuga, Todd encontra o silêncio novamente e descobre que o buraco no Ruído é apenas uma garota que está muito assustada.

Só então que Todd percebe que Prentissburgo está mentindo para ele.

Quando chegamos nesse ponto do livro ficamos muito curiosos em saber a verdadeira história sobre o Novo Mundo e o que realmente aconteceu com as mulheres. O Motivo é um livro bem construído, o final é brilhante e fez com que eu ficasse com o estomago embrulhado e bem aflito. Recomendo esse livro pra qualquer pessoa, principalmente para você que gosta de distopias.


Trilogia Mundo em Caos:
O Motivo – Livro 1
A Missão – Livro 2
A Guerra – Livro 3
*Todos os livros já foram lançados no Brasil.


Classificação (0 a 5): 5



Photobucket

2 comentários:

  1. Oi Léo, gosto muito de distopias e essa parece ser bem diferente de tudo. Agora fiquei curiosa sobre o que aconteceu com as mulheres e o com o que o garoto descobre no livro.
    Pode ser que eu leia mais pra frente... Depois de Divergente estou dando um tempo nas distopias. hahahaha
    Beijos,
    Aline.

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bom! Já te sigo a um bom tempo, adoro suas postagens! Estou com um novo blog, com uma proposta totalmente diferente, caso queira dar uma olhada:

    http://cookieseborroes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir