Dez coisas que nós fizemos - Sarah Mlynowski

Se tivesse a oportunidade, que adolescente de 16 anos não mergulharia de cabeça na chance de ir morar com um amigo e viver sem os pais? Nesta engraçadíssima história, Sarah Mlynowski investiga o coração e a mente de uma garota que está, pela primeira vez, por conta própria. Para chegar ao fim do ano, ela precisará fazer malabarismos com um triângulo amoroso, aprender a lavar roupa e aceitar que seu mundinho pode estar prestes a ser detonado… por cada coisa que não deveria ter feito.








Este livro me atraiu desde a divulgação, um ano atrás, só agora consegui passá-lo à frente e foi uma grata leitura.

É adolescente, repleto de drama, de loucuras, de romance, umas pitadas de culpa, e personagens que se revelam e conquistam.

Com títulos divertidos como: "Número 1 - Mentimos para nossos pais" e que vão nos guiando quanto ao que esperar, não foi difícil me sentir envolvida pela trama.

April tem dezessseis anos, pais divorciados há quatro anos, vive com seu pai em Westport (por escolha dela); mesmo que morra de saudade do irmão mais novo Matthew ela não se vê abandonando escola, amigas e namorado para viver em Paris com a mãe. Até porque isso implicaria em ficar longe de seu pai.

Ela é estudiosa, divertida, na hora certa ela é dramática, está apaixonada e vive o dilema: "Qual a hora certa para perder a virgindade?" 

Soaria batido, porém o livro não foca nessa questão, mas no esforço dela em evitar uma mudança para Cleveland.

Com ajuda de sua amiga Violet ela consegue ludibriar o pai e ficar morando na casa dela com sua mãe Suzanne, o que Jake não sabe é que Suzanne está em Chicago representando Mary Poppins.

São tantas mentiras, tantas confusões que me peguei imaginando esse enredo na telinha, sim, seria um filme ao qual eu assistiria.

Noah é um namorado que começa com uma atitude meio estranha... não consegui gostar dele.

Em contra partida Hudson me conquistou de primeira, sim, ele é descrito com mistério e os boatos sobre ele são engraçados, como ser um traficante, um garoto de programa, e por que não apenas um modelo? Mas qual a verdadeira profissão dele... bem, leia para saber. =)

Vi é uma amiga que curte festas e não quer se envolver num relacionamento. 

Não seria um bom drama/romance teen sem uma inimiga, e estas garotas têm uma em comum: Lucy.

Mentiras serão contadas, máscaras vão cair, as garotas sentirão um gostinho de estar na corda bamba.

O final deixa um gosto de quero mais, porém fecha bem a trama, nada fica com ponta solta. 

April é uma narradora legal de acompanhar e aos poucos nos situa sobre o que houve no passado e o que acontece no presente.

A capa nacional é tremendamente melhor do que a americana e combina mais.

Resumindo: Dez coisas que nós fizemos (e provavelmente não deveríamos) é um livro leve, divertido, que aborda temas importantes com questões corriqueiras tais quais: como adolescentes reagem diante do divórcio dos pais, com o abandono, como lidam com grandes responsabilidades.

E obviamente, arremata que mentira tem perna curta, porém até que isso aconteça, Sarah Mlynowski arranca muitas risadas do leitor. 



Dez coisas que nós fizemos (e provavelmente não deveríamos)
Autora: Sarah Mlynowski
Título original: Ten things we did (and probably sholdn't have)
Editora Galera Record
Ano: 2013
336 páginas


Nota (0-5): 3,0


1 comentários:

  1. Parece ser legal.
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br

    ResponderExcluir