A extraordinária viagem do faquir que ficou preso em um armário Ikea - Romain Puértolas

A figura de um faquir está associada à meditação, ao treinamento e à magia. Mas, no caso de Ajatashatru Ahvaka Singh, é mais provável que o público se depare com truques e trapaças. A última de suas artimanhas foi convencer sua aldeia a pagar por uma viagem a França para adquirir a Camadepregösa, um modelo de cama de pregos vendida pela Ikea. Só que ele não contava em ficar preso dentro de um dos armários da loja. Nem que o móvel seria despachado para outro país. Assim, o faquir e seu turbante partem para uma aventura, ainda que involuntária, pelo mundo, fazendo uma horda de inimigos, alguns amigos e aprontando muitas confusões pelo caminho. 

• Publicado como parte da lista “Os inevitáveis de 2014”, considerado uma das apostas do ano pela Folha de São Paulo. 

• Fenômeno de vendas na França, onde atingiu a marca dos 250 mil exemplares comercializados, e figurou no primeiro lugar na lista dos best-sellers do país.



A extraordinária viagem do faquir que ficou preso em um armário Ikea
Autor: Romain Puértolas
Editora Record
Ano: 2014
256 páginas

Um título enorme, uma capa simples, um início um tanto morno que não dava sinais de quão divertido se tornaria a leitura.

Sim, por vezes pensei em desistir, mas sou brasileira e não desisto nunca. 

Ajatashatru Ahvaka Singh é um faquir que consegue uma "vaquinha" no povoado em que vive e é admirado para comprar uma cama de pregos para tratar de sua coluna. Bem, isso é o que ele contou para seus conterrâneos, mas a verdade que surge após algumas situações é bem outro.

Aja viaja de avião, bem arrumado, mas além da roupa no corpo, conta com uma nota de 100 euros impressa de um só lado. É com esta cédula que ele pretende pagar pela cama Ikea.

Diante de alguns imprevistos ele acaba conhecendo uma francesa que o acha encantador e que será importante no processo de mudança do faquir.

Aja não muda de uma hora para outra, mas seu amadurecimento é visível. 

Acreditem, no caminho deste indiano charlatão além de uma adorável francesa, surgem imigrantes ilegais, um cigano enfurecido, piratas.

E quem diria que tudo isso ocorreria após uma viagem dentro de um armário Ikea...

Mas não só de desventuras vive este esperto indiano, uma grata surpresa o espera após sair da mala de uma bela atriz, e com esta novidade ele tem a certeza que deve se tornar uma pessoa melhor.

O final é um tanto inesperado, mas não é exagerado, nem extremamente fantasioso.

Dê uma chance ao livro, as lições que estão contidas nesta narrativa são valiosas.


E aqui uma imagem divertida do autor encarnando o papel do Aja:



Nota (0-5): 3,0

5 comentários:

Deixe seu comentário