Boa Noite, Estranho – Jennifer Weiner

Sinopse: Boa noite, estranho - Para Kate Klein, que, meio por acaso, se tornou mãe de três filhos, o subúrbio trouxe algumas surpresas desagradáveis. Seu marido, antes carinhoso e apaixonado, agora raramente está em casa. As supermães do play-ground insistem em esnobá-la. Os dias se passam entre caronas solidárias e intermináveis jogos de montar. À noite, os melhores orgasmos são do tipo faça você mesma. Quando uma das mães do bairro é assassinada, Kate chega à conclusão de que esse mistério é uma das coisas mais interessantes que já aconteceram em Upchurch, Connecticut, nos últimos tempos. Embora o delegado tenha advertido que a investigação criminal é trabalho para profissionais, Kate se lança em uma apuração paralela dos fatos das 8h45 às 11h30 às segundas, quartas e sextas, enquanto as crianças estão na creche. À medida que Kate mergulha mais e mais fundo no passado da vítima, ela descobre os segredos e mentiras por trás das cercas brancas de Upchurch e começa a repensar as escolhas e compromissos de toda mulher moderna ao oscilar entre obrigações e independência, cidades pequenas e metrópoles, ser mãe e não ser.



Nome: Boa Noite, Estranho.
Nome Original: Goodnight Nobody
Editora: Novo Conceito
Ano: 2015
Páginas: 432


Esse foi um daqueles livros que escolhemos pela capa e pelo título. Logo de cara quando me deparei com a capa senti que o livro tinha (e tem) um ar de suspense.

O diferencial desse livro é que a autora colocou um grande toque de humor nos personagens e ficou uma mistura de suspense, ação e humor. O que resultou em uma ótima e bem trabalhada trama.

Kate Klein é uma mãe de três filhos, o marido já não é mais o mesmo, pois se dedica mais tempo ao trabalho do que a família. E para completar, Kate está deslocada no lugar que mora. As mulheres do bairro andam muito bem arrumadas e cheias de pose, enquanto Kate está encaixada na "ala" das mães típicas.

"Dois diplomas em literatura inglesa, uma carreira na cidade de Nova York, e foi aqui que eu vim parar, na porta de uma quase estranha, num subúrbio elegante e afastado de Connecticut, com os cabelos despenteados e uma sacola de pirulitos para suborno, arrastando três crianças com menos de 5 anos."

E o livro começa a ganhar gás logo no começo, quando Kate é convidada por uma das mães da vizinhança para jantar na casa dela. Mas ao chegar à respectiva casa, Kate encontra algo que transformará sua vida.

Sua vizinha foi esfaqueada, e uma poça de sangue está ao redor do seu corpo sem vida.

Então Kate, que antes era uma ex-jornalista começa a usar seus dotes para resolver esse crime. Mas não apostem todas as suas fichas que Kate está de intrusa nesse caso. Não só pelo motivo de ter encontrado o corpo, a típica mãe sabe mais que a policia e há certo interesse pessoal de Kate nesse caso.

Boa Noite, Estranho é um livro para ler em uma sentada só. A escrita da Jennifer é bem gostosa de ler e pretendo ler os lançamentos antigos dela. Recomendo para pessoas que gostam de humor, aventura com o cenário de uma cena de um crime.



Classificação: 4






Photobucket
Não deixem de participar do nosso POST PREMIADO:

4 comentários:

  1. Oi Léo... eu tinha a impressão que esse seria um livro interessante, adoro esses policiais... e humor é algo bastante raro nesses livros... esse já estava na minha listinha (nem tão inha assim) e depois da sua resenha, com certeza vou ler...

    beijos,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dé, leia! Você vai amar!! Esse livro é tipo um dos da Lisa Gardner só que com aquele diferencial que é a dose de humor. Vale muito a pena.

      Beijos,
      Leo

      Excluir
  2. Oi Leo,
    Bom saber que não me enganei pela capa e sinopse. Adoro quando tem um istério e os personagens não perdem o bom humor.
    Espero conseguir ler.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei curiosa com o título, assim que a NC o lançou.
    Gosto de tramas policiais e humor sempre é bem vindo, =D

    ResponderExcluir